sexta-feira, 29 de abril de 2011

Autarquias

Abrantes: SMA desmente adjudicação de prestação de serviços a empresa de "Revisores de Oficiais de Contas"
A Administração dos Serviços Municipalizados de Abrantes (SMA) desmentiu hoje a adjudicação de uma prestação de serviços a uma sociedade de revisores oficiais de contas (ROC) mais de ano e meio (606 dias) antes de esta ter sido criada.
A notícia, feita com base no serviço online Despesa Pública, indicava que dezenas de entidades públicas assinaram nos últimos anos contratos por ajuste directo no valor global de cerca de 800 mil euros com empresas que ainda não tinham sido constituídas, dando o exemplo de Abrantes como “caso extremo”.
No entanto, João Carlos Pina da Costa, presidente do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Abrantes desmentiu hoje “categoricamente” essa indicação, que consta na informação online e divulgada pela Lusa.
“Ao contrário do que é afirmado”, o contrato foi realizado “cumprindo todos os requisitos legais”, explicou João Carlos Pina da Costa, salientando que a sociedade ROC em causa foi constituída sob a forma de sociedade civil em 19 de Agosto de 1993 e que o contrato foi estabelecido em 15 de Outubro de 2008.
“A sociedade já existia há 15 anos”, observou Pina da Costa.
Além disso, “nem seria possível assinarmos contratos nem fazer pagamentos” se a empresa não existisse, vincou.
O presidente da Administração dos Serviços Municipalizados recordou que os próprios promotores do site reconhecem que, “por vezes”, a informação recolhida “não está 100 por cento correcta”.
“No que a nós diz respeito, efectivamente, não estava”, reiterou Pina da Costa, tendo considerado que a empresa municipal de que é responsável “não pode ver manchada de forma leviana o seu bom nome”.
*Lusa
----------------------------------------------------------------------------------------------

Eventos

Cine - teatro de Ourém recebe comédia “Vamos Contar Mentiras”
Este sábado, pelas 21.30, sobe à cena no Cine Teatro Municipal de Ourém a comédia “Vamos Contar Mentiras”, de Afonso Paso, com encenação de Isabel Damatta.
O elenco é constituído por Octávio Matos, Luís Aleluia, Isabel Damatta, Paulo Oliveira, Diogo Cruz e Ana Roque.
------------------------------------------------------------------------------------

Gastronomia

Santarém vai ter “Festa do Bacalhau”
A Câmara Municipal de Santarém anunciou hoje que vai organizar, através da empresa municipal de cultura Cult.Ur, um festival gastronómico dedicado ao bacalhau, entre 20 e 29 de Maio.
Segundo o vereador Vítor Gaspar (PSD), a Grande Festa do Bacalhau “também tem o intuito pedagógico de dar a conhecer este produto, sobretudo aos mais jovens”.
A iniciativa vai decorrer nas instalações da Casa do Campino, onde acontece habitualmente o Festival Nacional de Gastronomia e onde vão estar instalados oito restaurantes de diversos pontos de país a confeccionar vários pratos de bacalhau.
Conjuntamente com o bacalhau, a organização quer dar a conhecer produtos típicos da região do Ribatejo, como o azeite, um ingrediente muito usado na confecção de pratos de bacalhau.
A Festa do Bacalhau vai ter um programa de animação musical e cultural, do qual se destaca o concerto da fadista Ana Moura, no dia 28.
----------------------------------------------------------------------------------------------

Eventos

Seminário sobre Adesão de Portugal à União Europeia em debate na cidade de Ourém
Um seminário subordinado ao tema “Portugal - 25 anos de adesão à União Europeia” realiza-se a 06 de Maio, às 14:00, nos Paços do Concelho de Ourém.
O primeiro painel, que faz um balanço da adesão, tem como oradores a presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro e o antigo eurodeputado Sérgio Ribeiro.
Margarida Marques, representante da Comissão Europeia em Portugal, e o eurodeputado Carlos Coelho, são os intervenientes no segundo painel, sobre as perspectivas para os próximos 25 anos.
----------------------------------------------------------------------------------------

Economia

Ministro da Agricultura visita projectos no Ribatejo Interior
O ministro da Agricultura, de Desenvolvimento Rural e das Pescas, António Serrano, vem ao Ribatejo Interior, no dia 2 de Maio, para conhecer dois dos projectos aprovados no concurso nº1/2009 da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior. A comitiva irá visitar a Praia Fluvial de Aldeia do Mato, em Abrantes, e a unidade de restauração Central Parque de Santa Margarida da Coutada, em Constância. Neste espaço está a ser implementado o projecto da empresa “ClaudiRui”, que consiste numa infra-estrutura de apoio ao Parque Ambiental de Santa Margarida, dotando-o da capacidade de servir refeições a 120 pessoas.
Esta visita surge após a Direcção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo (DRAP LVT) ter submetido informação ao Ministério sobre os projectos aprovados na região do Vale do Tejo, no âmbito da abordagem LEADER, do Programa Nacional de Desenvolvimento Rural (ProDeR), sendo seleccionados três: dois no território da TAGUS e um na zona da ADREPES (Península de Setúbal).
A partir das 10h, uma comitiva composta pelo ministro, pelo director da DRAP LVT Nuno Russo, pela gestora do ProDeR Gabriela Ventura, presidentes de Câmara de Abrantes e Constância, coordenador da TAGUS, entre outros representantes de entidades regionais irão visitar a Praia Fluvial de Aldeia do Mato, em Abrantes.
Neste local encontra-se em fase de implementação o projecto “Dinamização da Praia Fluvial de Aldeia do Mato”, desenvolvido pela empresa “Segredos de Aldeia”, cujo objectivo do apoio é a requalificação e modernização das infra-estruturas de apoio a este recurso turístico.
De seguida, a comitiva deslocar-se-á para Santa Margarida da Coutada, em Constância, para visitar a unidade de restauração Central Parque. Neste espaço está a ser implementado o projecto da empresa “ClaudiRui”, que consiste numa infra-estrutura de apoio ao Parque Ambiental de Santa Margarida, dotando-o da capacidade de servir refeições a 120 pessoas.
Fonte: TAGUS
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Certames

Alcanena recebe “Expopele 2011” em Maio
Alcanena vai receber o certame “Expopele 2011” no Pavilhão Multiusos de 27 a 29 de Maio.
A apresentação oficial do evento, decorreu na passada quarta-feira, no Auditório da Câmara Municipal de Alcanena, perante uma plateia constituída maioritariamente por industriais e comerciantes do sector.
O objectivo principal do certame, é a afirmação de Alcanena como a “Capital da Pele” e dar notoriedade ao potencial do sector de produção de peles instalado no concelho.
A "Expopele" 2011 é uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Alcanena e da ACIS – Associação Empresarial de Torres Novas, Entroncamento, Alcanena e Golegã, contando com o apoio do CTIC – Centro Tecnológico das Indústrias do Couro e da APIC – Associação Portuguesa dos Industriais de Curtumes.
Na óptica de Fernanda Asseiceira, presidente da autarquia, a iniciativa, “ é a afirmação de Alcanena no mapa nacional como a capital da pele, através da promoção do conceito “Alcanena Capital da Pele”, concretizando a expressão do sector no contexto da economia local e nacional”, adiantando, "vamos contar com o apoio e o empenho dos industriais e comerciantes do concelho”, a quem cabe o papel principal nesta iniciativa”, sublinhou.
Rui Dias, Presidente da ACIS – Associação Empresarial de Torres Novas, Entroncamento, Alcanena e Golegã, afirmou na sua alocução, que a EXPOPELE, “surge com 30 anos de atraso”, a mesma, contribuirá para melhorar a dinâmica do comércio local, na medida em que se pretende a criação de uma feira “que possa ser reconhecida e nível nacional” e capaz de ombrear com as grandes feiras internacionais”, realçou.
O Director do CTIC – Centro Tecnológico das Indústrias do Couro, Alcino Martinho, referiu, "para além do aspecto comercial desta iniciativa, há a considerar o aspecto promocional do sector, defendendo que as apostas na superior qualidade dos produtos e na exportação poderão ter algum impacto a nível nacional, numa altura em que a indústria de curtumes consegue responder às maiores exigências de mercado. Neste sentido, estarão patentes nesta feira alguns produtos nacionais reconhecidos internacionalmente, nomeadamente calçado”, esclareceu.
Gonçalo Santos, Secretário-Geral da APIC – Associação Portuguesa dos Industriais de Curtumes, representada na apresentação oficial do evento também pelo seu Presidente, Humberto Marques, referiu que a EXPOPELE pretende, sobretudo, “afirmar a indústria de curtumes do ponto de vista promocional”, realçando a importância do certame para as empresas, na medida em que “através da observação de artigos acabados em pele, os visitantes da feira poderão reconhecer a excelência dos produtos, já reconhecida por grandes marcas internacionais”. O representante da APIC, enumerou ainda as grandes linhas e objectivos do evento:
- Afirmar o conceito “Alcanena Capital da Pele” no contexto nacional;
- Dar visibilidade e notoriedade à relação do sector com as grandes marcas internacionais;
- Associar o conceito estratégico Moda, Design, Competitividade e Excelência de Portugal;
- Presença das principais marcas da região, estabelecendo compromissos de futuro;
- O evento será direccionado a industriais do sector, contando com a participação das principais indústrias locais, e a designers, incorporadores, lojistas, consumidores e prestadores de serviços;
- Dinamizar a relação do sector com o Município, assumindo a sua importância estratégica para a região;
- Associar a excelência, design e inovação tecnológica como factores de afirmação do sector.
--------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Certames

Santarém: Caçadores angariam dadores de Medula Óssea na Expocaça
A feira ibérica de caça Expocaça vai fazer uma recolha de dadores de medula óssea no sábado, contando com os cerca de 50 mil visitantes esperados em Santarém, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Caça.
O certame que decorre de 29 de Abril a 01 de Maio inclui ainda o XIX Encontro Nacional de Caçadores, a realizar no auditório do Centro Nacional de Exposições (Cnema), com o ministro da Agricultura e o secretário de Estado das Florestas.
------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Economia

II Concurso Nacional de Projectos Empresariais apresentado em Abrantes
O II Concurso Nacional de Projetos Empresariais, hoje apresentado pelo Tagusvalley - Tecnopolo do Vale do Tejo, instalado em Abrantes, vai decorrer até 29 de Julho para premiar e divulgar ideias de negócio originais com potencial de aplicabilidade.
Com o concurso de projectos empresariais - Inov.Point – pretende-se incentivar ideias em qualquer área de actividade e baseadas no empreendedorismo, inovação e desenvolvimento tecnológico.
“Aproveitando as suas qualificações e criatividade, o participante pode construir o seu futuro esquecendo termos como os contratos a prazo e a precariedade profissional”, disse à Lusa o coordenador geral do Tagusvalley, Pedro Saraiva, acrescentando que o Tecnopolo do Vale do Tejo apoia a ideia de negócio, fornecendo instrumentos de orientação para a entrada e posicionamento no mercado.
“As ideias nascem da capacidade de aplicar as capacidades individuais de forma criativa a problemas e transformá-los em oportunidades”, disse o responsável.
Pedro Saraiva acrescentou que, como forma de promoção daquelas dinâmicas, irão ser realizados, de forma dispersa na região, vários laboratórios de ideias e sessões de trabalho temáticas.
Os 10 projectos melhor classificados terão acesso a serviços gratuitos ou a custos controlados, prémios que se traduzem em serviços prestados a nível do desenvolvimento da ideia, plano de negócios, incubação, imagem empresarial, análise de possíveis fontes de financiamento, apoio jurídico, presença online e contabilidade, entre outros.
Em Setembro, anunciou ainda Pedro Saraiva, será lançado o III Concurso de Projectos Empresariais, tendo como público-alvo estudantes universitários ou recém-licenciados.
---------------------------------------------------------------------

Política

Partido Ecologista “Os Verdes” contesta abate de árvores em Almeirim
O Partido “Os Verdes” emitiu um comunicado à imprensa, no qual contesta o abate de árvores na EN 114 no concelho de Almeirim.
Diz o núcleo de Almeirim do Partido Ecologista “Os Verdes” no documento, “estamos escandalizados com o abate de árvores ocorrido ontem entre Almeirim e Santarém na Estrada Nacional 114. Estas árvores, que ladeavam a estrada entre a localidade da Tapada e a cidade de Almeirim, tinham mais de meio século e constituíam uma paisagem bastante pitoresca e aprazível” sublinhado, “os Verdes vão exigir explicações, através dos seus eleitos locais, à Câmara Municipal de Almeirim sobre esta matéria, visto este troço da Estrada Nacional ser da sua responsabilidade. Já no passado, através da dirigente de “Os Verdes”, Manuela Cunha, e vereadora eleita pela CDU, o PEV tinha alertado para as podas desastrosas e desnecessárias que essas árvores tinham sofrido. O núcleo de “Os Verdes” de Almeirim tem vindo, ao longo dos anos, a denunciar as práticas desastrosas de podas e abate de árvores no concelho de Almeirim, práticas essas que, na grande maioria das vezes, não correspondem a nenhuma necessidade premente de segurança ou de abate cultural (abate por doença), mas sim a uma falta de sensibilidade em relação à paisagem e a um entendimento desastroso da arborização urbana e do papel que esta desempenha a nível climático e de despoluição do ar” conclui o documento.
----------------------------------------------------------------------------------------------

Política - Legislativas 2011

Historiador Aurélio Lopes é mandatário da lista do Bloco de Esquerda no Círculo de Santarém
O historiador Aurélio Lopes, aceitou o convite para ser o mandatário da lista do Bloco de Esquerda às próximas eleições legislativas pelo círculo de Santarém.
Aurélio Lopes é doutorado, professor do ensino superior e investigador na área da antropologia do simbólico, especialmente na dimensão do sagrado.
É ainda coordenador do Fórum Ribatejo, das colecções "Raízes" e "Antropologia" das Edições Cosmos, conferencista, cronista e analista social e político.
-----------------------------------------------------------------------------------------

Cultura

Torres Novas acolhe “II Feira Medieval”
Em 2010 as Memórias da História ficaram definitivamente marcadas pela realização da Feira Quinhentista “Revisitar D. Manuel I – 500 anos do Foral Novo”.
Dando continuidade ao modelo da feira de época, este ano o evento será dedicado às Cortes de 1438, que então tiveram lugar em Torres Novas. No ano de 1438 morria el-Rei D. Duarte, deixando o príncipe herdeiro com apenas seis anos de idade. Para além dos juramentos de fidelidade a prestar ao jovem rei, era necessário resolver a questão da regência. A quem confiar os destinos de Portugal durante a menoridade de D. Afonso V? A disputa entre facções de opinião divergente quase levou o reino a uma guerra civil, e Torres Novas foi o cenário desse confronto.
Uma festa popular cheia de cor, cheiros e sabores de outrora, que convida o visitante a uma viagem pelas memórias da história local e nacional, realiza-se entre os dias 05 e 08 de Maio.
O programa de animação será permanente com performances musicais e teatrais que fazem a contextualização histórica e criam o ambiente certo! Cortejos, música, bailes, malabaristas, falcões e mendigos assim como muitos outros personagens marcam a experiência desta viagem ao séc. XV.
A dramatização de momentos históricos não descurará os elementos factuais, assegurando uma função pedagógica útil na transmissão de conhecimentos sobre a história. As actividades lúdicas e de interpretação histórica são uma parte importante do evento, destacando a sua forte componente pedagógica.
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Eventos

“Corrida Mundial da Harmonia” passa por Tomar
A cidade de Tomar vai acolher dia 5 de Maio, quinta-feira, uma etapa da “Corrida Mundial da Harmonia”.
Com o objectivo de divulgar os ideais da harmonia e unidade mundiais, surgiu, em 1987, a “Corrida Mundial da Harmonia”, um evento desportivo organizado unicamente por voluntários e sem quaisquer fins lucrativos, que percorre todos os continentes e mais de 140 países.
Este ano, na Península Ibérica, a corrida começa em Barcelona e termina em Lisboa, passando por Tomar a 5 de Maio, com o ponto de encontro dos cerca de 20 atletas que acompanham a corrida com os participantes locais a ocorrer às 18 horas junto às bombas de gasolina, na Venda da Gaita.
Aí, o guia da corrida em Tomar irá segurar a bandeira nacional e guiar o grupo. Além da bandeira nacional, haverá ainda um atleta a segurar a bandeira da corrida e outro a segurar a tocha.
A corrida seguirá pela Estrada Nacional 113 até entrar na cidade, depois pela Av. Marquês de Tomar, Rua Everard, Praceta Alves Redol e Av. Cândido Madureira até à entrada da Mata dos Sete Montes. Aí juntar-se-ão ao grupo novos atletas, prosseguindo a corrida pela Mata dos Sete Montes até ao Convento de Cristo.
No convento haverá uma cerimónia com a participação dos atletas e de outras entidades locais. Os atletas não locais pernoitam em Tomar saindo no dia seguinte para a continuação da corrida.
---------------------------------------------------------------------------------------------

Certames

Apresentação oficial da “Expopele 2011” vai realizar-se hoje em Alcanena
A Câmara Municipal de Alcanena e a ACIS – Associação Empresarial de Torres Novas, Entroncamento, Alcanena e Golegã - vão organizar, em conjunto com o CTIC – Centro Tecnológico das Indústrias do Couro e a APIC – Associação Portuguesa das Indústrias do Couro, vão hoje apresentar oficialmente no auditório da Câmara Municipal a “Expopele 2011”.
O objectivo da iniciativa é a promoção e a divulgação do importante sector para a economia local e nacional e a sua afirmação como importante exportador internacional, além de lançar o conceito “Alcanena Capital da Pele”.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Saúde

“As Fronteiras do Sexo” é o tema de encerramento das IX Jornadas do Serviço de Urologia do Centro Hospitalar Médio Tejo
“As Fronteiras do Sexo” é o tema da Conferência de Encerramento das IX Jornadas do Serviço de Urologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo, que decorrerão nos próximos dias 29 e 30 deste mês, no Hotel dos Templários, em Tomar e que reunirão mais de trezentos profissionais de saúde de todo o país.
A conferência de encerramento, “As Fronteiras do Sexo”, será apresentada por Vaz Santos, Director do Serviço de Urologia do Centro Hospitalar Lisboa Central e terá como orador Pedro de Freitas, médico e psicólogo, doutorado em Sexologia Clínica pela Maimonides University – American Academy of Clinical Sexologists, fundador do Instituto Luso-Americano de Sexologia Clínica, exerceu a sua actividade profissional no Hospital Júlio de Matos até Maio de 2007 e desde então na Pelviclinic, onde integra uma equipa multidisciplinar de Sexologia Clínica, que inclui a área de Urologia/Andrologia, Psicologia, Psiquiatria e as suas áreas de maior interesse são as disfunções sexuais e a perturbação de identidade de género, com uma experiência superior a 90 casos.
Para Paulo Vasco, Director do Serviço de Urologia do CHMT e responsável destas Jornadas, a Conferência de Encerramento, que “abordará os limites do sexo, pelo doutor Pedro Freitas, permitirá ouvir o médico e psicólogo que, em Portugal, mais conhece a problemática dos transexuais e das perturbações de género, designadamente o acompanhamento e a intervenção junto das pessoas que têm feito ou estão em processo de fazer mudança de sexo”.
Neste segundo dia das Jornadas, a manhã contará também com dois temas em destaque, nomeadamente “Algaliação, sempre um gesto de risco” e “A pele toca a todos”, direccionados essencialmente para a área de enfermagem, uma vez que estas Jornadas procuram sempre uma abordagem de temas que seja transversal a toda a equipa e a todas as áreas profissionais que a integram.
Assim, o primeiro tema “Algaliação sempre um gesto de risco”, contará com diferentes abordagens e intervenções, tendo como moderadores os urologistas Luís Ferraz e Paulo Vasco e o enfermeiro Acúrcio Neves. Começará com a “Breve história dos cateteres urinários, por Luís Ferraz; segue-se “Anatomia da uretra, notas para recordar”, com a intervenção do urologista Juan Carlos Monteverde; continuando com “Técnica asséptica da algaliação”, tento como oradora a enfermeira Andreia Cardoso; “Como conhecer uma algália, tipos de algálias e seu uso adequado” é o tema apresentado pelo enfermeiro Nuno Pinto; “Complicações precoces de algaliação, inevitáveis? Como prevenir?” terá como orador o enfermeiro Nuno Vieira e, por último “Algaliação na criança, cuidados redobrados” contará com a intervenção da enfermeira Patrícia Esteves.
O segundo painel da manhã tem como tema “A pele toca a todos” e como moderadores a enfermeira Lurdes Toscano e as médicas Amélia Vasconcelos e Maria Antonieta. Neste painel serão abordadas as questões do pé diabético, pela médica Cristina Duarte e enfermeira Ana Raquel Brito; a cicatrização dos tecidos e as suas complicações, que terão como oradores os enfermeiros Luís Sousa e Idalina Silva e, por último, as úlceras crónicas e de pressão, com a intervenção da Professora Maribel Romo Sans, da Universidade de Salamanca.
A “Urologia e os Cuidados Primários” é o tema central das Jornadas deste ano, que têm como principal objectivo aprofundar a ligação e criar novas formas de comunicação entre o Serviço de Urologia e os Cuidados Primários, promovendo o intercâmbio de saberes, proporcionando um espaço de debate e discussão sobre temas que constituem pontos comuns entre a Urologia e os Cuidados Primários, entre especialistas e clínicos gerais.
-------------------------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 26 de abril de 2011

Eventos

Crianças de Abrantes dão início à Festa da Primavera com “Desfile da Flor”
O Centro Histórico de Abrantes recebe dia 29 de Abril, às 10h00, mais de 1.300 crianças de escolas do primeiro ciclo e jardins-de-infância para participarem no “Desfile da Flor”, dando início ao programa deste ano da Festa da Primavera.
As crianças vão apresentar-se trajadas com adereços alusivos à temática e irão ser portadores de flores que deixarão numa estrutura construída em jeito de mural. Terminado o desfile, serão brindadas com um espectáculo infantil animado por Carlos Alberto Vidal, o “Avô Cantigas”.
Dezenas de espantalhos vão também “invadir”o Centro Histórico, nos dias 29 e 30 de Abril. Figura intimamente ligada ao fenómeno da Primavera e das festas solares, os espantalhos são trabalhados pelas mãos de utentes de lares e centros de dias, escolas, associações e comerciantes. Estes trabalhos criativos estarão expostos ao longo do dia no exterior das casas comerciais, criando uma rota pelo centro comercial ao ar livre de Abrantes.
Na manhã de sábado, 30 de Abril, decorrerá na Praça Barão da Batalha um mercado de flores e plantas, ao ar livre.
A Festa da Primavera encerra no dia 7 de Maio, com um desfile de moda infantil, que conta com a participação de vários estabelecimentos comercias do Centro Histórico. A iniciativa realiza-se na Praça Barão da Batalha (16h00) e será animado pela jovem abrantina Salomé Silveira, finalista do programa da TVI, “Uma Canção Para Ti”.
----------------------------------------------------------------------------- 

Sociedade

Concelho de Torres Novas recebe Rastreio do Cancro da Mama
O concelho de Torres Novas recebe, a partir do próximo dia 29 de Abril e até ao dia 22 de Setembro de 2011, uma unidade móvel do núcleo regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro, destinada a efectuar a 5ª volta do Rastreio do Cancro da Mama.
O rastreio é destinado às mulheres com idade compreendida entre os 45 e os 69 anos. Estas mulheres serão convidadas a participar através de carta personalizada. A data de comparência é flexível e pode ser alterada mediante solicitação. Para o efeito devem utilizar os contactos indicados nas cartas, 245 330 989 ou 915 999 892.
Tendo obtido uma taxa de participação de 40,03 % na volta anterior (2009), o objectivo é atingir os 70 % de comparência ao rastreio no presente ano. Para o efeito, serão convocadas cerca de 90 mulheres por dia, num total de 6525 cidadãs.
O rastreio no concelho de Torres Novas, em estreita colaboração e com o apoio da Câmara Municipal, Juntas de Freguesia e autoridades de saúde pública, decorrerá de segunda a quinta-feira entre as 9h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 17h30 e sexta-feira entre as 9h00 e as 13h00:
Os locais e calendarização estão assim definidos:
- 29 de Abril a 06 de Maio junto ao Pavilhão Gimnodesportivo da Brogueira;
- 10 a 24 de Maio junto ao Centro de Saúde de Riachos;
- 26 a 31 de Maio junto ao Centro de Saúde de Lamarosa;
- 02 a 15 de Junho junto à Junta de Freguesia de Assentis;
- 17 de Junho a 05 de Julho junto à Junta de Freguesia de Pedrógão;
- 07 de Julho a 22 de Setembro no Centro de Saúde de Torres Novas.
A acção é totalmente gratuita para as utentes, insere-se na intervenção do Núcleo Regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro, integrado no Plano Oncológico Nacional e no Programa Europeu Contra o Cancro que tem como objectivos primordiais, a redução da letalidade da doença.

Cultura

Ministra da Cultura assinou protocolo para lançamento do “Museu Duarte Ferreira” no Tramagal
A ministra da Cultura defendeu hoje que os portugueses devem “deixar as coisas fúteis” e “agarrar nos bons exemplos do passado e projectá-los no futuro”, numa cerimónia de lançamento do futuro Museu da Duarte Ferreira, no Tramagal (Abrantes).
Em declarações à agência Lusa, Gabriela Canavilhas elogiou o trabalho de preservação do espólio da Metalúrgica Duarte Ferreira (MDF), uma das principais fábricas da indústria metalo-mecânica em Portugal, e “a memória e exemplos de vida” legados pelo seu fundador, Eduardo Duarte Ferreira (EDF), factores que norteiam a criação do Núcleo Museológico Industrial do Tramagal, hoje protocolado.
Com um investimento de 250 mil euros candidatado a fundos comunitários, o projecto resulta de uma parceria entre a Câmara de Abrantes, Junta de Tramagal e a empresa Diorama, que hoje opera no local a partir das instalações da antiga metalúrgica, e visam a recuperação integral do edifício onde funcionavam os antigos escritórios da MDF, local emblemático de uma empresa que chegou a ter 2.600 trabalhadores.
O edifício, de dois pisos, contará com um primeiro espaço onde serão instaladas as mostras expositivas e documentais da MDF, ficando o piso superior reservado para a construção de um pequeno centro cultural, com capacidade para acolher salas de reuniões, conferências ou outros eventos.
Paralelamente, será criado um percurso turístico de ar livre que fará a ligação do futuro Núcleo Museológico ao actual Museu “A Forja”, construído em 1980 por Charters de Almeida e que mostra os primeiros utensílios utilizados na empresa, a história da metalurgia e o desenvolvimento agrícola e industrial de Abrantes e do país.
Ao longo do percurso, com cerca de 300 metros, serão colocadas as máquinas de grande porte ali construídas ao longo do século XX, como debulhadoras, ceifeiras ou os célebres camiões Berliet, que equiparam o exército colonial português.
A ministra da Cultura disse à agência Lusa que “assim é que se faz”, numa alusão às dificuldades que o país atravessa.
“Devemos valorizar o que é importante e deixar o que é fútil e não beneficia as actuais gerações nem as vindouras”, disse a governante, tendo observado que o importante no exemplo dado por este projecto cultural é o “agarrar nos bons exemplos do passado e projectá-los no futuro”.
Na ocasião, foram lembradas várias das facetas de EDF (1856-1948) no campo social, desportivo e humanitário, de que são exemplos a criação em Tramagal da primeira Caixa de Previdência no país, bairros sociais, complexos desportivos ou colectividades de cultura e recreio.
Igualmente lembrado foi um pedido dos seus colaboradores para celebrar o 1º de Maio em festa paritária com patrões e administradores, um pedido “prontamente aceite” por EDF, sendo então, e desde 1901, um dia amplamente comemorado com o engalanar da fábrica e convívio festivo entre todos os trabalhadores e respectivos familiares.
Um “exemplo de uma visão de trabalho”, disse Gabriela Canavilhas, tendo afirmado que o projecto museológico em curso pode servir de “incentivo a outras regiões, a outros autarcas e a outros empresários para replicarem os bons exemplos e enriquecerem o nosso património cultural”.
*Lusa
-------------------------------------------------------------------------------------------

Sociedade

Petição para travar venda de edifício em Fátima foi entregue na Câmara de Ourém
Uma petição, subscrita por cerca de 1.300 pessoas, para travar a venda de um edifício municipal que alberga duas escolas e um conservatório, em Fátima, foi hoje entregue ao presidente da câmara de Ourém.
O presidente da Assembleia de Freguesia de Fátima, Eugénio Lucas, que integrou a comitiva que foi recebida pelos presidentes da câmara e da assembleia municipal, explicou que a iniciativa pretendeu “sensibilizar quem tem competências para decidir” e “apresentar argumentos alternativos” para que a venda não se concretize.
Eugénio Lucas (PSD) afirmou que se trata de um edifício que “tem uma importante função social e cultural em Fátima” e considerou que esta é uma “má altura” para a concretização de negócios imobiliários.
O responsável, que entregou, também, a ata do órgão a que preside que votou, por maioria, contra a alienação deste “património concelhio”, alertou ainda que o município vai ter de “pagar uma renda ao futuro senhorio” pela ocupação dos espaços pela escola de hotelaria e conservatório.
À agência Lusa, o presidente da autarquia, o socialista Paulo Fonseca, admitiu não ter vontade de vender o espaço, sublinhando, contudo, que, face à situação financeira da autarquia, é “obrigado”.
“Temos uma situação dramática, é preciso saber recuar para poder avançar mais”, disse Paulo Fonseca, referindo que o município tem previstos e em curso investimentos de 30 milhões de euros financiados pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional.
O autarca exemplificou que se, "em média, for necessária uma comparticipação nacional de 40 por cento para a concretização destas obras o município necessita de 12 milhões de euros".
“Temos que encontrar fôlego para fazermos estes investimentos”, declarou.
A alienação do edifício, conhecido como “Monfortinos”, nome da congregação religiosa que o detinha antes de ser vendido à autarquia e que foi, em tempos, um seminário, foi aprovada pela maioria socialista no executivo.
A venda deste espaço, para onde o actual executivo socialista prometeu, no decurso da campanha eleitoral a instalação da delegação da câmara na cidade de Fátima, vai ser objecto de discussão na quarta-feira na Assembleia Municipal de Ourém.
*Lusa
-------------------------------------------------------------------------------------------------

Política - Legislativas 2011

António Serrano formalizou hoje candidatura como cabeça de lista pelo PS no distrito de Santarém
O ministro da Agricultura, António Serrano, formalizou hoje a sua candidatura como cabeça de lista pelo PS no distrito de Santarém e afirmou que é candidato para ganhar e “recuperar votos perdidos" pelo partido nas últimas eleições.
Para o ministro da Agricultura, natural de Beja, a sua candidatura pelo distrito de Santarém surge com o objectivo de “contribuir para que haja uma maioria política no Parlamento com capacidade de formar Governo e de implementar as medidas necessárias neste período de crise”.
“Santarém é um distrito que sempre me recebeu bem e é uma região com vantagens competitivas, com capacidade empreendedora que pode ajudar o país nesta fase difícil”, sublinhou.
O ministro da Agricultura substituiu o histórico cabeça de lista por Santarém, Jorge Lacão, que se candidata este ano pelas listas do partido pelo círculo de Lisboa.
À saída do tribunal de Santarém, António Serrano desvalorizou a polémica interna na constituição das listas do PS no distrito, sublinhando que o partido “está unido" e a equipa "centrada no mesmo objectivo”.
Em causa está a inclusão de João Galamba nas listas, que não estava prevista na lista inicialmente apresentada pela estrutura distrital do partido e que foi, posteriormente, imposta pela direcção nacional do PS.
A inclusão de João Galamba levou mesmo o líder da federação distrital socialista, o autarca Paulo Fonseca, a escrever uma carta aos militantes onde afirmou que pretende colocar o seu lugar à disposição após as eleições legislativas de 5 de Junho.
Outra situação polémica foi a saída das listas da governadora civil e ex-deputada Sónia Sanfona, que estava inicialmente prevista na proposta da distrital, mas que acabou por sair sem haver uma justificação pública.
António Serrano não quis comentar estas questões, afirmando apenas que “há momentos para discutir os candidatos e as listas e momentos para trabalhar”.
“São episódios normais em qualquer partido político democrático mas agora devemos centrar a nossa acção no futuro e não no passado”, acrescentou.
Das listas do PS em Santarém fazem parte Idália Serrão, secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação Social, e os actuais deputados João Galamba, António Gameiro e Anabela Freitas.
*Lusa
-----------------------------------------------------------------------------------------

Política - Legislativas 2011

PSD formalizou hoje candidaturas a deputados pelo círculo de Santarém
O secretário-geral do PSD, Miguel Relvas, formalizou hoje a sua candidatura como cabeça de lista no círculo de Santarém, onde regressa às listas, depois de ter sido afastado nas últimas legislativas, para obter uma vitória.
“Coube-me há dois anos sair das listas, agora cabe-me a mim voltar às listas e venho com muita vontade de ajudar a resolver os problemas da minha região e de ganhar as eleições no dia 5 de junho”, afirmou Miguel Relvas à saída do tribunal de Santarém, onde entregou as lista do partido pelo distrito.
Segundo Miguel Relvas, as listas do PSD por Santarém “são listas com renovação, pacíficas, que têm muito a ver com a região”.
Como prioridades, Miguel Relvas apontou a agricultura, lançando um ataque ao seu adversário do PS no distrito, o ministro da Agricultura, António Serrano.
“Não se passa a defender mais a agricultura pelo facto de o candidato ser o ministro da Agricultura”, afirmou o cabeça de lista do PSD, acrescentando que “isso é fachada" e "política para escalabitano ver”.
Criticando a política para o sector agro-industrial dos últimos anos da governação socialista, Relvas defendeu uma política sustentável para a área, considerando que apostando no sector é possível "resolver parte dos problemas do interior do país”.
Das listas do PSD pelo distrito, fazem ainda parte Vasco Cunha (líder da distrital laranja em Santarém), Carina João (actual deputada) e Duarte Marques (líder nacional da JSD).
---------------------------------------------------------------------------------------

Cultura

Município de Torres Novas promove investigação sobre as ruínas da antiga igreja de Santa Maria
No âmbito do programa de acção de Regeneração Urbana do centro histórico, o Município de Torres Novas, através de um protocolo de parceria com a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, está a desenvolver a primeira fase de um projecto de investigação sobre as ruínas da antiga igreja de Santa Maria.
A intervenção, realizada por cerca de 25 alunos (incluindo 5 alunos da escola secundária de Maria Lamas), visa concluir a definição e o levantamento das estruturas remanescentes da igreja de Santa Maria, demolida em 1975, para, posteriormente, melhor definir e interpretar os vestígios da primitiva igreja de planta gótica, posta a descoberto em anteriores intervenções, bem como outras estruturas identificadas em níveis inferiores àquela.
A primeira fase deste projecto foi executada entre os dias 18 e 23 de Abril, estando programada uma intervenção posterior no mês de Julho de 2011.
Os trabalhos previstos incluem aspectos como limpeza e preparação do terreno para as tarefas de escavação, revisão e registo das estruturas e estratigrafias existentes, decapagem manual do terreno até à cota de ocupação moderna com exposição do arranque das paredes do tempo. Será também efectuado o desenho e registo de todos os materiais exumados e estruturas, escavação do interior do tempo e do espaço imediato, até à cota da sua ocupação medieval, recolha e análise de vestígios de fauna e flora; recolha e armazenamento de todos os materiais recolhidos até ao término dos trabalhos.
Situada dentro das muralhas da cerca, num local privilegiado, junto ao castelo e em pleno coração da vila, esta igreja teve, como refere Joaquim Rodrigues Bicho no livro «Pinceladas Torrejanas», «uma história infeliz que vem revelar como pode perder-se património». Sobre a sua origem e designações lê-se também na mesma publicação que: «Chamou-se o templo de Santa Maria de Almonda e foi comenda dos Templários. Depois da extinção da Ordem em 1312, passou a denominar-se Santa Maria da Alcárcova ou Santa Maria do Castelo (…) Em antiguidade, detinha a igreja de Santa Maria a honra de ser segunda paroquial, logo a seguir à matriz o Salvador. E Artur Gonçalves arrisca que os Cristãos a construíram antes da ocupação dos Mouros em 1976.»
----------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Autarquias

Moita Flores diz que cidade de Santarém tem vivido de costas para o Tejo

Das cidades ribeirinhas banhadas pelo Tejo, Santarém será a que mais tem vivido de costas para o rio, ignorando todo o potencial turístico que tem a seus pés, uma situação a que o presidente da autarquia assegura não se resignar.
Francisco Moita Flores disse à agência Lusa que não desistiu do projecto elaborado no seu primeiro mandato para transformar a frente ribeirinha da cidade (desde a Ribeira até Alfange), numa intervenção orçada em 100 milhões de euros articulada com a estabilização das encostas de Santarém e com o desvio da linha de caminho de ferro do Norte.
A suspensão do desvio da linha do Norte, por parte da Refer, “travou” o avanço do projecto, mas Moita Flores afirmou à Lusa que, embora a intervenção mais abrangente tenha ficado condicionada, a reabilitação urbanística da Ribeira vai avançar, através da empresa municipal STR.URBHIS.
Confiante de que a Refer acabará por retomar o projecto do desvio da linha, o autarca disse que, até lá, avançará no que for possível, acrescentando que Santarém está “muito envolvida no PólisRio que está aí a chegar e que irá alavancar o rio e promover a sua navegabilidade”.
Também o presidente da junta de freguesia da Ribeira de Santarém, Fernando Rodrigues, acredita que a Refer acabará por avançar com um processo que estava pronto a arrancar, porque o problema da sustentabilidade das encostas a isso obrigará.
Lamentando o abandono a que o rio está votado, Fernando Rodrigues disse à Lusa que com a suspensão do projecto e o não avanço da intervenção nas margens, anunciada há quatro anos pelo Governo, regressou o desânimo à freguesia.
 “O património está a cair. Ninguém quer investir”, afirmou, assegurando, contudo, que mantém a esperança, porque “mesmo com a situação económica a cair, este é um projeto de desenvolvimento que traz riqueza ao país”.
Enfrentando enormes dificuldades, o Clube de Canoagem Scalabitano da Ribeira de Santarém vai sendo a única entidade a manter uma ligação ao rio.
Além de, quando solicitado, fazer percursos turísticos de canoa no rio, o clube trabalha actualmente essencialmente com jovens de duas escolas da cidade, com as quais celebrou protocolos que inserem esta actividade no desporto escolar.
 “Durante muitos anos retirámos muitos jovens das ruas, conseguindo que concluíssem o ensino obrigatório e mesmo, em muitos casos, uma licenciatura”, disse à Lusa Pedro Cordeiro, lamentando as deficientes condições em que funciona o clube.
A relação de Santarém com o rio contrasta com a que é vivida em outras autarquias ribeirinhas do distrito, que têm vindo a investir no aproveitamento deste recurso como fonte de atracção turística e pólo de desenvolvimento local.
*Lusa
------------------------------------------------------------------------------------------

Efemérides

Nome de Salgueiro Maia continua bem vivo na Escola Prática de Cavalaria
Figura maior de Santarém pelo seu papel na revolução de Abril de 1974, o nome de Salgueiro Maia continua bem vivo na Escola Prática de Cavalaria (EPC), em Abrantes, que o perpetua através da “Colecção Visitável da Cavalaria Portuguesa”.
A exposição pode ser visitada através de marcação prévia no quartel de Abrantes, para onde se mudou a EPC em Novembro de 2006.
Na fachada do edifício há um painel evocativo de Salgueiro Maia, o homem que há 37 anos chefiou a coluna militar que, na madrugada de 25 de Abril de 1974, saiu da EPC, em Santarém, rumo a Lisboa, onde participou em momentos decisivos da Revolução dos Cravos, como o do ultimato ao chefe do Governo de então, Marcelo Caetano.
A célebre Bula, a chaimite que transportou Marcelo Caetano e dois dos seus ministros no momento que simbolizou a capitulação do Estado Novo, serve de prelúdio a este Museu da Cavalaria, do qual Salgueiro Maia é o patrono.
Em declarações à agência Lusa, o coronel Henriques, em nome do Exército português, disse que o espólio de Salgueiro Maia e a própria chaimite que o transportou até ao Largo do Carmo estão “bem preservados”, ressalvando que a EPC “teve um papel importante na história do 25 de Abril, mas não foi a única”.
O espólio, acrescentou, é preservado pelo Exército “como um todo”, que assumiu também o papel de “salvaguarda e divulgação” de outras unidades ligadas ao 25 de Abril, “como o quartel da Pontinha”, local onde estiveram reunidos os oficiais que comandaram todas as operações da Revolução dos Cravos.
Em Abrantes, o Museu da Cavalaria permitiu reorganizar a colecção que estava reunida no antigo ginásio da EPC em Santarém, seguindo uma lógica cronológica que se inicia na pré-história e acaba nas participações da Cavalaria nas missões de paz internacionais.
A colecção tem origem na década de 1980 em recolhas que o tenente-coronel Salgueiro Maia foi fazendo sobre os meios que a Cavalaria possuía, como viaturas blindadas, uniformes, armamento e arreios, tendo os materiais recolhidos e cuidadosamente etiquetados e inventariados por Salgueiro Maia sido alvo de uma “programação científica”.
Entendida como um “passo importante na ligação da unidade à comunidade local”, a “Colecção Visitável da Cavalaria Portuguesa” é visitada anualmente por “centenas” de pessoas.
---------------------------------------------------------------------------------------------

domingo, 24 de abril de 2011

Cultura

Ministério da Cultura e Junta de Freguesia do Tramagal vão celebrar acordo para criação de “Núcleo Museológico Industrial”
A ministra da Cultura e a Junta do Tramagal, em Abrantes, vão celebrar um acordo na terça-feira para criar um Núcleo Museológico Industrial a partir do espólio legado pela Metalúrgica Duarte Ferreira, extinta em 1995.
O projecto de instalação do Museu resulta de parceria entre a Câmara de Abrantes, junta de freguesia de Tramagal e a empresa MDF, que hoje opera no local a par da Mitsubishi, e contará com espaços expositivos e documentais daquela que foi uma das principais empresas metalúrgicas do país.
A Duarte Ferreira, que produziu os célebres Unimog e Berliet que equiparam o exército colonial português, chegou a ter 2.600 trabalhadores antes de ter sido intervencionada pelo Estado após o 25 de Abril de 1974 e depois retalhada em pequenas empresas, muitas das quais viriam a falir.
Sem revelar o montante de investimento, a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque (PS), disse à agência Lusa que o projecto foi candidatado a fundo comunitários e visa preservar a memória de um dos pioneiros da indústria metalo-mecânica em Portugal e fundador da Metalúrgica Duarte Ferreira (MDF), a par do espólio de uma “importante empresa de Abrantes e do país”.
Maria do Céu Albuquerque lembrou o “desejo antigo” de criar um pólo museológico que salvaguardasse “para o presente e para memória futura” parte do património industrial de uma empresa que foi uma “escola de vida”, e que meia dúzia de pessoas foi guardando, impedindo assim que documentos e peças históricas de grande valor arquitectónico desaparecessem.
Em homenagem ao trabalho da MDF, foi construído em 1980 um museu de ar livre em Tramagal que mostra os utensílios utilizados na empresa, fazendo o “Museu A Forja” a reconstrução da primeira oficina e relatando a história da metalurgia e o desenvolvimento agrícola e industrial de Abrantes e do país.
Nascido em Tramagal em 1856 no seio de uma família muito humilde, o fundador da fábrica, Eduardo Duarte Ferreira, começou por se dedicar ao fabrico de alfaias agrícolas, em especial charruas, estando a sua pequena forja unipessoal na génese daquela que viria a ser uma das maiores unidades industriais portuguesas, tendo adoptado como seu símbolo comercial e de marca uma borboleta.
Nos períodos de maior expansão económica, a MDF chegou a empregar mais de 2600 pessoas nas suas diversas áreas, que incluíam a produção de máquinas e utensílios para lagares, agricultura, adegas, serrações e até construção naval e construção civil.
“A MDF teve um gabinete de estudos para o fabrico de máquinas, foi uma das mais importantes fundições do País e a sua oficina de mecânica chegou a ser considerada a mais importante da Península Ibérica”, disse à Lusa o presidente da junta de freguesia de Tramagal.
Segundo Vítor Hugo, a história da MDF “ainda hoje se confunde muito com a história do Tramagal” nas vertentes do emprego, agricultura, saúde e cultura, mas também no sector das actividades desportivas e sociais.
*Lusa
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Sociedade

Abrantes acolhe assinatura de protocolo de apoio a "Vítimas de Violência Doméstica"
Promover respostas organizadas e encontrar soluções eficazes para prevenir e apoiar vítimas de violência doméstica são objectivos de um protocolo de cooperação que será assinado na segunda-feira, em Abrantes, para a constituição da Rede Especializada de Intervenção na Violência.
Envolvendo uma parceria com o município de Abrantes, Centro Hospitalar do Médio Tejo, Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Abrantes e o Instituto Politécnico de Tomar, o protocolo visa “estruturar, implementar, desenvolver e assegurar” o regular funcionamento da Rede para promover respostas organizadas e facilitadoras da articulação de soluções eficazes na prevenção da violência doméstica e no apoio às vítimas.
Um objectivo “legítimo e comum”, disse à agência Lusa a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, tendo observado que o projecto se traduz na disposição de “promover” a cidadania, a participação e a igualdade de tratamento entre pessoas.
“O propósito é criar as bases para uma intervenção articulada e concertada, com vista à prevenção da violência e à promoção de respostas protectoras e facilitadoras de inclusão das vítimas”, adiantou.
A autarca disse ainda que, tendo como base de trabalho uma “transversalidade integrada”, é possível “dar continuidade ao trabalho já desenvolvido e colocar a ênfase no desafio de agir no pensamento e agir na acção para a promoção efectiva da igualdade, da não discriminação, da participação e do desenvolvimento”.
O que se pretende, acrescentou, é “envolver” os vários parceiros sociais e a sociedade civil no sentido de potenciar a dinâmica de funcionamento em rede, rentabilizar recursos, concertando os objectivos da intervenção numa perspectiva integrada das várias problemáticas, dando enfoque à pessoa, no seu contexto de vida, e atendendo às suas características, às suas potencialidades e às suas necessidades específicas.
Baseado na “necessidade de fortalecer o modelo de gestão” com base em intervenções concertadas e adequadas às realidades de “uns e outros” na comunidade, os primeiros passos do projecto em rede passam por “consciencializar e sensibilizar” a população e os profissionais para a problemática da violência doméstica e de género.
“Formar e especializar” profissionais directamente envolvidos no atendimento à vítima, estabelecer um plano de actuação concertado e protocolado de apoio à vítima e “criar e assegurar” o funcionamento de um Serviço de Atendimento à Vítima são outros objectivos do projecto.
*Lusa
--------------------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 23 de abril de 2011

Desporto

Monsanto venceu Nogueirense e está no patamar da subida
Na quinta jornada da fase de subida do Campeonato Nacional da III Divisão, Série D, o Monsanto venceu esta tarde o Nogueirense, no reduto deste, por uma bola sem resposta, continuando no topo da tabela classificativa.
A equipa ribatejana, se vencer na próxima jornada o Sourense, fica com a subida assegurada ao escalão secundário do futebol nacional. O Riachense, outra equipa ribatejana a disputar este campeonato, baqueou em Soure por duas bolas a zero.
Resultados:  
Sourense – Riachense, 2-0
Nogueirense – Monsanto, 0-1
Académico Viseu – Oliveira do Bairro, 1-0

Próxima jornada (30 abr):
Nogueirense – Académico Viseu
Sourense – Monsanto
Riachense – Oliveira do Bairro
---------------------------------------------------------------------------------


quinta-feira, 21 de abril de 2011

Política

CDU de Santarém diz que a dívida da autarquia atingiu “um ponto dramático”
A coordenadora de Santarém da CDU pediu hoje ao presidente da câmara, Francisco Moita Flores, que “vá já escrever os seus romances e deixe de escrever a tragédia que está a afundar Santarém”, defendendo uma reestruturação da dívida do município.
Em conferência de imprensa para analisar as contas de 2010 do município, a coordenadora da CDU, pela voz do ex vereador na câmara de Santarém José Marcelino, assegura que a dívida cresceu 38,43 por cento em dois anos e que atinge 218 por cento do total das receitas, tendo atingido “um ponto dramático”.
Para José Marcelino, a câmara municipal de Santarém (onde a CDU no actual mandato não possui qualquer vereador) deveria iniciar “já” um processo de reestruturação da dívida, sob o risco de perder a capacidade de liquidar a dívida de curto prazo e de realizar as obras financiadas pelo Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN).
O ex vereador (actual adjunto do presidente da câmara de Alpiarça, que viu recentemente aprovado pelo Tribunal de Contas o seu plano de saneamento financeiro) sublinhou, em particular, o crescimento da dívida de curto prazo, que, disse, passou de 32 milhões de euros em 2008 para 41,7 milhões em 2010.
“Isto apesar dos 23 milhões de euros recebidos em 2009 ao abrigo do Plano de Recuperação de Dívidas do Estado (PREDE), que vieram aumentar o valor em dívida a médio e longo prazo, mas não tiveram nenhuma relevância na descida da dívida de curto prazo”, disse.
José Marcelino atribui o crescimento de 11,6 milhões de euros da dívida a curto prazo em 2009 ao “momento eleitoral” com “abundância festiva” que antecedeu as autárquicas desse ano.
O deputado municipal Francisco Madeira Lopes referiu o “estrangulamento” das freguesias (com oito meses de atraso nas transferências de duodécimos), dos grupos e associações culturais e desportivas (com subsídios protocolados com mais de dois anos de atraso) e das associações de bombeiros voluntários do concelho (com vários milhares de euros em dívida).
Apontou ainda as pequenas e médias empresas, que dependem dos pagamentos da autarquia para sobreviverem, criticando Moita Flores por ter “sete vereadores a tempo inteiro, gestores de empresas municipais pagos principescamente” e por ter aumentado de forma “porventura insustentável” o quadro de pessoal e de assessorias.
“É caso para pedir encarecidamente ao senhor presidente Moita Flores que, se pretende deixar no futuro as funções autárquicas, que vá já escrever as suas novelas e deixe de protagonizar esta tragédia em que está a afundar Santarém”, conclui um comunicado da CDU distribuído aos jornalistas.
*Lusa
---------------------------------------------------------------------------------------------

Autarquias

Câmara de Santarém promove “Semana da Juventude 2011”

A autarquia scalabitana, apresentou hoje em conferência de imprensa, o programa da Semana da Juventude 2011, que vai decorrer de 4 a 10 de Maio, na cidade de Santarém.
A iniciativa, é organizada pela Câmara de Santarém e tem como parceiros a DECATHLON, o IPJ, Nosso Ano, Nossa Voz, a ESGS – Escola Superior de Gestão de Santarém, Europe Direct e EL Galego Loung.
O vereador João Leite referiu que “a Câmara de Santarém continua a sua aposta na juventude, tendo em conta que actividades como estas são incentivo à aquisição do Conhecimento, bem como contribuem para o desenvolvimento integral dos jovens para além de estimularem o seu espírito crítico”.
“No ano em que se comemora o Ano Europeu do Voluntariado, esta actividade pretende incentivar à solidariedade e à prática desportiva, promover o Voluntariado Jovem, sensibilizar os jovens para os comportamentos Cívicos, promover o convívio a partilha, o debate e a socialização entre os jovens, bem como incentivar o empreendedorismo jovem”, explicou o Vereador da Juventude.
Adiantando, “numa altura de crise como esta, é de enaltecer o papel fundamental dos parceiros e o trabalho conjunto realizado, que vai permitir, à semelhança da edição anterior, promover esta iniciativa, a custo zero”.
Para se informar das actividades a desenvolver, consulte programa anexo.
----------------------------------------------------------------------------------

Eventos

Secretário de Estado da Administração Local marca presença na Bênção das Embarcações em Constância
No próximo dia 25 de Abril, segunda-feira da Boa Viagem / Feriado Municipal e Nacional, pelas 13.00H vão chegar a Constância cerca de 80 embarcações, para participar nas cerimónias do “Dia do Concelho”.
Serão recebidas com salva de foguetes e saudação musical pela Banda da Associação Filarmónica Montalvense 24 de Janeiro, as embarcações são representativas da quase totalidade dos municípios ribeirinhos do Tejo, desde Abrantes até ao mar. A recepção às embarcações vai contar com a presença do Secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro.
Os barcos vão participar num grandioso cortejo fluvial nos rios Tejo e Zêzere para receberem as Bênçãos de Nossa Senhora da Boa Viagem que, em terra, percorre as ruas da vila, em Procissão de rara beleza e envolvimento religioso.
As tripulações das embarcações estarão trajadas ao modo das épocas de então, lembrando os tempos em que os rios eram estradas e deles vinha o ganha-pão de grande parte da população.
As cerimónias religiosas em louvor de Nossa Senhora da Boa Viagem terão início às 15.30H, com a Missa Solene, seguindo-se a Procissão com as já referidas Bênçãos dos Barcos nos rios, e das Viaturas, na Praça Alexandre Herculano.
Para além destas manifestações, as Cerimónias do Dia do Concelho, vão ter início às 9.30 horas com o Içar das Bandeiras, nos Paços do Concelho, com Guarda de Honra prestada pelos Bombeiros Voluntários de Constância e a presença da Banda da Associação Filarmónica Montalvense 24 de Janeiro.
---------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Eventos

Concurso de vinhos engarrafados do Tejo bate recorde de inscrições
Quarenta produtores inscreveram 120 vinhos no II concurso de vinhos engarrafados do Tejo, que decorre nos próximos dias 28 e 29, no Cartaxo, batendo o recorde de vinhos participantes em competições do género na região.
A Comissão Vitivinícola Regional (CVR) Tejo, que promove a iniciativa, quer, com o concurso, estimular os produtores da região e consumar a aposta na produção de qualidade, afirma em comunicado.
Cada produtor pode concorrer com um máximo de oito vinhos diferentes, entre as categorias “tranquilos”, “espumantes”, “frisantes” e “licorosos”, que terão obrigatoriamente de ostentar as designações DOP ou IGP Tejo, afirma o comunicado.
O júri, que avaliará todos os vinhos em prova cega, será presidido por João Sardinha, enólogo e chefe da câmara de provadores da CVR Tejo.
“Ter 120 vinhos a concurso é elucidativo da receptividade que a prova tem entre os produtores regionais, pois já há 12 anos que a região realiza concursos de vinhos regionais e nunca se tinha registado uma participação tão significativa”, sublinha o presidente da CVR Tejo, José Pinto Gaspar.
*Lusa
......................................................................................................................

Trânsito

Santarém: GNR alerta para previsíveis congestionamentos de trânsito na Páscoa
O comando territorial de Santarém da GNR alerta para previsíveis congestionamentos de trânsito nas autoestradas 1 (A1) e 23 (A23), esperando considerável aumento nos nós de Santarém e Torres Novas, em particular quinta-feira a partir das 16:00, sexta a partir das 10:00 e segunda-feira a partir das 16:00, devido ao período da Páscoa.
O comando territorial de Santarém sublinha que tem à sua responsabilidade “áreas que normalmente sofrem um considerável aumento do fluxo de trânsito nesta época festiva, em virtude de ser atravessado por vias principais que conduzem aos distritos situados mais a norte do país e ao Algarve”.
A GNR apela a um planeamento adequado da viagem e ao cumprimento rigoroso da legislação rodoviária.
-------------------------------------------------------------------------------------------------

Sociedade

“Direitos dos Consumidores” é tema de conferência em Ourém
Uma conferência sobre os direitos dos consumidores realiza-se na próxima terça-feira, 26 de Abril, às 14:00, no Centro de Negócios de Ourém, iniciativa dinamizada pelo município em parceria com a Associação de Desenvolvimento da Alta Estremadura, no âmbito do Centro de Informação Europ Direct, e com a colaboração da Comunidade Intermunicipal do Pinhal Litoral.
A iniciativa, de participação gratuita, carece de inscrição para o número de telefone 249 540900 ou endereços eletrónicos gabinete.giac@mail.cm-ourem.pt e geral@mail.cm-ourem.pt.
--------------------------------------------------------------------------------------

Gastronomia

“Ucharia do Conde” reabre esta quinta-feira na zona histórica de Ourém
A Ucharia do Conde, na zona histórica de Ourém, reabre esta quinta-feira, às 12:30, espaço que pretende promover os produtos do concelho.
Dinamizado pelo Fundo Social dos Trabalhadores da câmara de Ourém, numa parceria com o autarquia e a empresa municipal OurémViva, a Ucharia vai divulgar vinhos, queijos, enchidos, mel, doces e compotas, entre outros produtos.
-------------------------------------------------------------------------------------------

Eventos

Alcanena: Cine Teatro S. Pedro recebe espectáculo de Sara Condinho
No próximo sábado, 23 de Abril, pelas 22h00, Sara Condinho apresenta no Cine Teatro S. Pedro de Alcanena uma “Noite de Fados”.
A artista, começou a cantar fado aos 16 anos e a participar nas noites de fado organizadas no seu concelho - Alcanena. Hoje, aos 23 anos, sente que o fado já faz parte da sua vida e é com ele que se identifica. Apesar de não fazer do fado profissão, já deu voz a vários espectáculos de norte a sul do país e inclusive além fronteiras. Promete cantar "até que a voz lhe doa" e transmitir a todos aquilo que lhe vai na alma através da sua voz. Esta noite, no Café-Concerto do Cine-Teatro São Pedro, Sara Condinho faz-se acompanhar pelo fadista Eduardo Almeida.
------------------------------------------------------------------------

Ensino

Autarquia do Entroncamento realiza abertura formal do "Centro Escolar Sul"
No próximo dia 26 de Abril, terça-feira, pelas 9:00h, a Câmara Municipal do Entroncamento realiza a abertura formal do Centro Escolar Sul, agora designado por Escola Básica António Gedeão, com uma cerimónia simbólica que conta com a participação da Direcção do Agrupamento Alpha e de toda a Comunidade Educativa.
Os 47 alunos da Escola E.B. 1 nº 4 e as 39 crianças do Jardim de Infância nº 3 passarão para o novo estabelecimento de ensino, no primeiro dia do 3.º Período, de acordo com a vontade manifestada pelo corpo docente e pela Associação de Pais e Encarregados de Educação, em reunião promovida pela Autarquia.
O edifício, construído de raiz e edificado na Avenida do Tejo, sito na Urbanização Cidade Nova, é composto por 8 salas de aulas para o 1º Ciclo e 3 salas de actividades para o Jardim de Infância.
Dispõe ainda de ginásio, refeitório, centro de recursos, quadros interactivos (1º Ciclo), sala de informática, entre outros equipamentos.
Diz a autarquia, que com esta obra vê concretizado mais um dos seus objectivos, neste caso a melhoria das infra-estruturas e condições do ensino público para as crianças do concelho.
----------------------------------------------------------------------------------------

Sociedade

Torres Novas: PSP apreendeu material furtado em buscas domiciliárias
A PSP de Torres Novas apreendeu centenas de objectos avaliados em perto de 200.000 euros em buscas domiciliárias realizadas nas duas últimas semanas, foi hoje anunciado.
Em comunicado, a PSP afirma que as buscas tinham por objectivo recuperar material furtado em diversas lojas dos concelhos de Torres Novas e Entroncamento “e um pouco por todo o distrito”, tendo recuperado objectos relacionados com furtos a residências e estabelecimentos comerciais de electrodomésticos e desporto, entre outros.
Além do material apreendido, a Polícia de Segurança Pública (PSP) encontrou ainda várias munições e diverso outro material de desporto avaliado em algumas dezenas de milhar de euros.
Segundo o comunicado, estão indiciados pelo menos seis suspeitos pelos crimes de receptação e furto, admitindo a PSP que venham a ser identificados outros suspeitos.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Eventos

Sardoal comemora festividades seculares da Semana Santa
Cerca de seis mil pessoas são esperadas para as solenidades da Semana Santa e Páscoa em Sardoal, nas festividades seculares assumidas como importante património da personalidade concelhia e que decorrem entre quinta-feira e domingo.
Com organização da paróquia de Santiago e São Mateus, Santa Casa da Misericórdia, Irmandades e Câmara Municipal de Sardoal, das principais celebrações destaca-se a procissão do Senhor da Misericórdia, da Visitação ou Fogaréus, na quinta-feira, a Procissão do Enterro, na sexta-feira e a Procissão da Ressurreição, no domingo.
Nesta ocasião, a vila ganha uma ambiência especial, sobretudo quando se realiza a procissão do Senhor da Misericórdia, na noite de quinta-feira, uma cerimónia efectuada à luz de velas, archotes e candeias e que confere à localidade um “cenário de grande misticismo”.
A electricidade da rede pública é desligada no percurso do cortejo, e nas janelas das casas, varandas, sacadas e nas escadarias do Convento de Santa Maria da Caridade, são colocadas e acesas centenas de lamparinas de azeite e cera ou lanternas de vidro.
Nesta procissão, acompanhada pela banda filarmónica ao som de marchas fúnebres, podem ser apreciados os painéis representando Cenas da Paixão, datados do século XVIII, pertença da Misericórdia e que só saem à rua por esta ocasião.
Um programa cultural complementar, levado a efeito pelo município e associações, vai incluir uma exposição de fotografia de autores locais, um passeio familiar e teatro de rua.
-----------------------------------------------------------------------------------------

Eventos

 
Fontaínhas no concelho de Santarém recebe “Mercado Tradicional”
O rancho Folclórico do Bairro de Santarém, Grainho e Fontainhas, vai organizar no próximo dia 30 de Abril, sábado, na localidade das Fontaínhas, concelho de Santarém, um “Mercado Tradicional”.
O evento, representará uma mostra das tradições e costumes dos mercados populares que se realizavam em épocas de outrora na região ribatejana.
A iniciativa consta no programa de actividades daquele agrupamento etnográfico e folclórico da região do bairro scalabitano.
......................................................................................

Ambiente

Tomar acolhe seminário para discutir a água e a floresta
A Divisão de Protecção Civil da Câmara de Tomar, com o apoio do Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental, promove um seminário no próximo dia 28 de Abril na Biblioteca Municipal de Tomar, subordinado ao tema "A água e a floresta".
O programa está assim elaborado:
. 10.00 h - Orientações para a gestão, manutenção e limpeza de linhas de água (Prof. Dr. Joao Paulo Fernandes – U. Évora)
. 10.20 h - Projecto Nascentes para a Vida – Apresentação e divulgação (Eng.º Constantino Vieira Gomes - EPAL)
. 10.40 h – Projecto Nascentes para a Vida – Tarefa Olhar Atento (Eng.º Helder Careto – Geota)
. 11.30 h - Impacte ambiental (Eng.ª Catia Pouseiro – CMIA Tomar)
. 11.50 h - Debate
A moderação estará a cargo do vereador da câmara municipal de Tomar, Luís Ferreira.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sociedade

PJ deteve em Alcanena jovem suspeito de tentativa de crime de homicídio qualificado com arma branca
A Polícia Judiciária deteve um jovem de 24 anos suspeito de um crime de homicídio qualificado na forma tentada, com utilização de arma branca, cometido no domingo em Alcanena.
Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ informa que “diligências de imediato” iniciadas “permitiram a recolha de importantes indícios probatórios que levaram à detenção do suspeito”.
Fonte da PJ esclareceu à agência Lusa que o arguido, empregado comercial, terá cometido o crime na sequência de uma “altercação de trânsito”.
“Deveu-se a um conflito de trânsito fútil em que arguido e vítima se encontram numa bomba de gasolina onde foi cometido o crime”, explicou a mesma fonte, referindo que o ofendido, empregado de armazém, foi atingido com uma “navalhada no pescoço”.
Segundo este responsável, a vítima ainda se encontrava hospitalizada na segunda-feira.
Presente ao juiz de instrução criminal, ao arguido foi determinado que aguardasse o desenrolar do inquérito em liberdade, condicionada a apresentações bissemanais no posto policial da área de residência.
O suspeito está ainda proibido de contactar com a vítima.
*Lusa
-----------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 19 de abril de 2011

Efemérides

Abrantes comemora o 25 de Abril
A Câmara e a Assembleia Municipal de Abrantes vão assinalar mais um aniversário da revolução dos cravos.
As cerimónias decorrem este ano no cineteatro S.Pedro, iniciando-se às 15h00 com uma cerimónia presidida por Elza Pais, secretária de estado da Igualdade. Na oportunidade será assinado um protocolo de colaboração entre a Comissão Para a Cidadania e Igualdade do Género e Câmara e um outro protocolo de cooperação – Rede Especializada de Intervenção na Violência. A Conselheira Municipal para a Igualdade fará a apresentação do Projecto “Agir@Abrantes”, projecto de intervenção integrado na área social.
Segue-se, às 16h00, a sessão solene comemorativa da Assembleia Municipal que contará com as habituais intervenções dos Presidentes da Assembleia, Câmara Municipal e de um representante de cada força política representada neste órgão. Além das intervenções políticas, será exibido o filme de Inês de Medeiros “Cartas a uma Ditadura”. As comemorações terminam com um momento cultural pelo acordeonista de música clássica, André Teixeira.
No mesmo dia, a partir das 10h00, na Cidade Desportiva, realiza-se o 12º Grande prémio de atletismo, organizado pela Junta de Freguesia de S. Vicente.
----------------------------------------------------------------------------

Empresas

Bloco de Esquerda diz-se preocupado com futuro da “Fernave” do Entroncamento
O Bloco de Esquerda mostrou-se hoje preocupado com o futuro da Fernave, empresa de formação detida pela CP, Refer e Metro de Lisboa, e critica o desinvestimento ocorrido nos últimos anos no sector ferroviário em Portugal.
António Gomes, coordenador do Bloco de Esquerda no distrito de Santarém, disse à agência Lusa que entrou e saiu preocupado da reunião que teve hoje, no Entroncamento, juntamente com o deputado do BE eleito por Santarém, José Gusmão, com a administração da Fernave.
O responsável do BE disse à Lusa que a administração da empresa disse que não há ainda qualquer decisão quanto à saída da Fernave do Entroncamento e que está a tentar encontrar uma solução.
Para António Gomes, as várias empresas accionistas têm mostrado dificuldade em “encontrar um caminho”, lamentando o património imobiliário que tem vindo a ser abandonado, além de ficar em risco todo um património intelectual.
Frisando o papel que a Fernave teve na formação do pessoal que trabalha no sector ferroviário – o complexo do Entroncamento possui um edifício de sete andares com 200 quartos que acolhia os formandos -, António Gomes lamentou que as empresas do sector nem sequer cumpram actualmente as 30 horas de formação anual dos trabalhadores a que estão obrigadas.
O complexo, que possui salas de aula, laboratórios, auditório, espaços desportivos está “em grande parte abandonado”, estando parcialmente alugado à Fernave (atualmente com 80 formandos, 60 dos quais em cursos mais especializados) e à cooperativa de ensino Gustavo Eiffel.
Compreendendo a “conjuntura complicada” que se vive no país, António Gomes frisou o risco de se “perder boa parte da cultura ferroviária e de todo um património” se a opção for transferir a responsabilidade da formação que actualmente compete à Fernave para privados.
Contactado pela agência Lusa, o presidente da câmara municipal do Entroncamento, Jaime Ramos (PSD), apelou a uma definição por parte da Refer sobre o que pretende fazer das inúmeras instalações que têm vindo a ser desactivadas na cidade.
“Como está não pode continuar”, disse, frisando que os edifícios se estão a degradar e que é necessário dar-lhes um destino.
Além da reunião com a administração da Fernave, os responsáveis do BE visitaram ainda o Lar dos Ferroviários, uma instituição que, segundo António Gomes, apresenta “boas condições”, mas que também atravessa dificuldades.
*Lusa
---------------------------------------------------------------------------------------------

Autarquias

Câmara de Alpiarça espera decisão das Finanças para extinção de empresa municipal que nunca teve actividade
A Câmara de Alpiarça espera que as Finanças reconheçam a extinção de uma empresa municipal criada em 2005 que nunca teve actividade, para evitar pagar uma multa de 700 euros relativa ao não cumprimento das obrigações declarativas em 2009.
João Osório, chefe de gabinete do presidente da autarquia, Mário Pereira (CDU), disse hoje à agência Lusa que a Patudos – Investimentos Agrícolas foi criada tendo por capital social bens em espécie que pertenciam ao legado de José Relvas (proclamador da República) ao município, o que impossibilitou a realização da escritura de constituição na Conservatória do Registo Predial.
Contudo, foi registado o início de actividade nas Finanças, o que obrigava à apresentação das obrigações declarativas, nomeadamente de IVA, sempre a zeros, situação que deixou de se verificar no segundo trimestre de 2009, dando origem às coimas.
A autarquia espera o arquivamento por extinção do processo, disse João Osório.
A empresa municipal foi constituída durante o mandato do socialista Joaquim Rosa do Céu com o objectivo de viabilizar a cooperativa AgroAlpiarça, detida em 99 por cento pelo município.
José Marcelino, adjunto do presidente da câmara, disse à Lusa que o actual executivo conseguiu fazer uma reestruturação da dívida da cooperativa junto da banca, tendo feito ainda a doação de um bem em pagamento, sendo a dívida actualmente da ordem dos 700 mil euros.
“Conseguimos travar o endividamento e, se não fosse a dívida anterior, a cooperativa seria autos suficientes”, explicou, sublinhando as dificuldades sentidas na comercialização do vinho ali produzido por incapacidade de investimento nessa área.
*Lusa
--------------------------------------------------------------------------------