segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Empresas

Platex continua sem nova administração e trabalhadores reforçam luta
Os trabalhadores da IFM/Platex de Tomar reuniram-se hoje em plenário, sendo posteriormente recebidos pela Câmara Municipal de Tomar.
Foi decidido no plenário, encetar novos contactos e reforçar as acções de luta pelo pagamento dos salários em atraso e para a retoma da laboração da empresa.
Após a saída do antigo presidente do Conselho de Administração, os trabalhadores continuam sem saber qual será a constituição da nova administração e queixam-se da incerteza do futuro da empresa e inclusive dos postos de trabalho.
Nas novas medidas aprovados, destaca-se os pedidos de reuniões com a nova governadora civil e com o Ministério da Indústria.
Recorde-se que a Platex deixou de laborar em Abril deste ano e, perante os sucessivos atrasos no pagamento dos ordenados, a maior parte dos seus trabalhadores suspenderam o contrato de trabalho.
--------------------------------------------------------------

Ambiente

Constância incentiva festejos da quadra natalícia com Árvores de Natal e Presépios feitos na base de Materiais Reutilizáveis
No próximo sábado, 5 de Dezembro, a Ecoteca do Parque Ambiental de Santa Margarida, no concelho de Constância, recebe a Oficina Ambiental Construir a Árvore de Natal e o Presépio com Materiais Reutilizáveis, uma iniciativa que decorrerá a partir das 14 horas.
Com o aproximar da época natalícia começamos a pensar na construção da Árvore de Natal e do Presépio. É tradição a utilização de pinheiros que muitas vezes são cortados na floresta e de musgo que é arrancado do solo.
Destas práticas resultam impactos negativos na biodiversidade, no solo e na água.
Assim, a autarquia de Constância, através do Parque Ambiental de Santa Margarida, propõe uma actividade onde se aprenderá a construir Árvores de Natal e Presépios com outros materiais que podem ser reutilizados.
A participação na iniciativa implica inscrição obrigatória, a qual deverá ser efectuada no Parque Ambiental de Santa Margarida, através do telefone 249 736 929, ou via correio electrónico para parqueambiental@cm-constancia.pt
----------------------------------------------

Desportos Náuticos

Aquapolis de Abrantes recebe Final da Taça de Portugal de Jetsky/Motas de Àgua.
A “Promotora Livre” e a Câmara de Abrantes organizam no próximo Domingo, dia 6 de Dezembro, a final da Taça de Portugal de Jetsky – Troféu 800CC, nas categorias de closed course e endurance. Esta é a segunda vez que Abrantes recebe esta modalidade, enriquecendo o Aquapolis, Parque Urbano Ribeirinho, que dispõem de boas infra-estruturas para a prática do Jetski. As provas começam a partir das 11h30, com as motos de água nas classes de iniciados e veteranos na modalidade de endurance. Seguir-se-ão os jets em closed course. As diversas mangas decorrerão sem interrupção e a entrega dos prémios está prevista para as 16h00.
A prova terá o apoio técnico e logístico da Federação Portuguesa de Jetski.
Saber mais em http://www.promotoralivre.blogspot.com/
-----------------------------------------------------

Ambiente

Comerciantes do Centro Histórico scalabitano aderem em elevado número ao “Projecto de Educação para a Sustentabilidade”
O Projecto de Educação para a Sustentabilidade com que a Câmara de Santarém foi distinguida pela Fundação Calouste Gulbenkian - “Neste Natal 2009, faça a diferença para a Sustentabilidade”, no âmbito do concurso ” AGIR – Ambiente”, sobre o tema Consumo Sustentável, conta já com uma elevada adesão dos comerciantes do Centro Histórico.
O projecto vai ser desenvolvido na quadra Natalícia, por ser um dos períodos de maior consumo de produtos e de maior produção de embalagens supérfluas, sendo alicerçado em duas acções principais:
1. “Época Natalícia para a Sustentabilidade”;
2. “Cesta na mão, saco não”.
A acção “Época Natalícia para a Sustentabilidade” consiste num certame de produtos tradicionais e ecológicos, produzidos localmente e que podem constituir uma prenda de Natal Sustentável.
Este certame decorre de 24 de Novembro a 22 de Dezembro, na Casa do Ambiente, localizada no Centro Histórico da cidade de Santarém, no edifício do antigo Ginásio do Seminário (Rua Pedro Canavarro), dividindo-se em três semanas temáticas:
De 23 a 28 de Novembro: Semana do Azeite, Pão e Vinho
Dia 26 de Novembro, pelas 18h00m - Workshop “Produção de Vinhos”
De 30 de Novembro a 5 de Dezembro: Semana do Artesanato
Dia 2 de Dezembro, pelas 18h00m - Workshop “Arte Decorativa em Madeira”
De 7 a 12 de Dezembro: Semana da Fruta, Doces e Aromas
Dia 10 de Dezembro, pelas 18h00m - Workshop “Doces Tradicionais”
Por cada compra efectuada numa Loja Aderente em que sejam recusados os sacos e as embalagens supérfluas, utilizando a cesta, o comerciante coloca um “Eco-carimbo” e a data da compra na caderneta.
As Lojas Aderentes vão estar identificadas com a cesta tradicional que constituirá um elemento decorador da montra de Natal.
Em Janeiro as “Eco-Famílias”, podem apresentar a caderneta com os “Eco-carimbos” na Casa do Ambiente e recebem como prémios, alguns produtos regionais.
------------------------------------------------------

Sociedade


Igreja diz que não há diminuição de fiéis nas missas devido à gripe H1N1
O coordenador nacional da Pastoral da Saúde rejeitou hoje que tenha havido uma diminuição de fiéis nas missas devido à gripe A (H1N1), mas acrescentou que, se a pandemia o justificar, a Igreja pode interromper as celebrações litúrgicas.
“Não me parece que tenha havido a menor diminuição de fiéis nas missas”, afirmou à agência Lusa o padre Vítor Feytor Pinto, à margem do XXII Encontro Nacional da Pastoral da Saúde, que decorre em Fátima.
Questionado sobre se a Igreja Católica está preparada para a eventualidade de interromper as celebrações religiosas devido à pandemia da gripe A, o responsável respondeu afirmativamente, mas disse acreditar que a situação ainda não se coloca.
“Penso que estamos muito longe dessa solução, mas se o problema fosse dramático não tenho a menor dúvida de que a Igreja colaboraria também, convidando as pessoas a não se reunirem”, admitiu.
O problema da gripe A “não tem sido grave”, o que o responsável atribui à “boa terapia no processo da educação”.
“Não foi só o Ministério da Saúde que, de uma maneira brilhante, esteve permanentemente a dizer quais eram os tipos de comportamentos que se deveriam ter”, observou, acrescentando que o trabalho de prevenção “riquíssimo” se deveu ainda às comunidades paroquiais, desportivas e escolares.
O coordenador nacional da Pastoral da Saúde salientou ainda que a circular distribuída em Julho aos sacerdotes - aos quais se pedia a divulgação junto dos fiéis das recomendações a seguir para evitar a propagação da gripe A - teve um “impacto indiscutível”.
“Foi muito bem recebido em todo o país, posso dizê-lo”, assegurou o padre Feytor Pinto.
Frisando que a circular é uma “orientação” sem “obrigatoriedade”, o responsável sustentou, contudo, que “não é, de forma nenhuma, uma orientação à qual não se dê importância”.
-----------------------------------------------------

Sociedade

Fórum Cidadania na Escola Secundária Maria Lamas em Torres Novas continua até 5 de Dezembro
O “Fórum Cidadania”, que tem vindo a realizar-se na Escola Secundária Maria Lamas na cidade torrejana, continua no próximo dia 2 de Dezembro, quarta-feira, às 15h45, com uma oficina de desenho destinada aos alunos da escola, seguida de uma conversa sobre o tema “Um exemplo de cidadania”, com Rui Nabeiro, com moderação de Fernando Faria Pereira. Também à mesma hora, mas tendo como destinatários os professores, terá o lugar o seminário “Second life”, com Angelina Macedo e Mário Macedo. A sessão da noite conta com um apontamento musical da “Tuna da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes”.
Na sexta-feira, 4 de Dezembro, à noite, continuarão as sessões do evento, onde será discutida “Comunidade educativa e participação cívica”, com Joaquim Gomes Canotilho, Maria do Céu Cunha Rego, e Maria Emília Brederode Santos e moderação de Fernanda Mateus. Segue-se a actuação do Clube de Música da Escola Maria Lamas e de Tânia Sousa e o Grupo de Música “Barquinha Saudosa”.
Para culminar, no sábado, dia 5 de Dezembro às 15h30, realiza-se a conferência “Escola – estratégia e modelos educativos”, com David Justino, José Manuel Silva e Luísa Mesquita, sob moderação de António Mário. Na mesma tarde será discutida a “Educação para a cidadania - um contributo para o futuro”, com Laborinho Lúcio e moderação de Paula Simões.
A sessão de encerramento decorre ao serão, com a entrega de prémios dos concursos artísticos, seguida de fados de Coimbra.
-------------------------------------------------

domingo, 29 de novembro de 2009

Economia


Há condições fortes para o desenvolvimento do “turismo a cavalo”
O levantamento de percursos equestres foi feito em todo o país há uma década, mas o “turismo a cavalo” continua a não passar de uma ideia com forte potencial de atracção de visitantes, sobretudo do Norte da Europa.
“Falta o ‘clique’, porque tudo o resto nós temos”, confessou à agência Lusa o presidente da Associação Nacional de Turismo Equestre (ANTE), Vítor Vergamota.
Instalada na Golegã, desde que foi criada, em 1996, a ANTE cumpriu três dos seus principais objectivos – construiu instalações de excelência, criou uma escola de equitação e fez o levantamento de percursos equestres em todo o país.
Só que, numa década, e apesar dos 600 centros hípicos existentes no país, o turismo a cavalo - aquele em que as pessoas “desfrutam, tiram partido do cavalo”, como as rotas tão populares em França – continua a ser uma miragem.
Vítor Vergamota avança algumas explicações: “falta sensibilização dos agentes e uma entidade (que pode ser a ANTE, a Federação Equestre Portuguesa ou uma entidade tutelada pela Direcção-Geral do Turismo) que certifique os centros equestres e as empresas que se dedicam a esta área”.
“O turismo equestre tem que ter qualidade, instalações certificadas, animais suficientes e em condições e tem que ter guias, área em que temos vindo a dar alguns passos, desde que foi criada, há três anos, a Escola Nacional de Equitação”, disse à agência Lusa.
Os percursos equestres identificados estão agora desactualizados e as iniciativas e actividades turísticas nesta área são isoladas.
“Temos um potencial brutal em Portugal para fazer turismo equestre – bom clima, uma morfologia de terreno muito diversa (desde planícies, montanhas, mar, rios), um território maravilhoso e um animal, o cavalo lusitano, que é o melhor cavalo de sela do Mundo”, frisou o presidente da ANTE.
Também o presidente da Câmara Municipal da Golegã, José Veiga Maltez, que preside igualmente à sociedade anónima Lusitanus, Turismo Equestre, reconhece que as “bases” existem, mas falta concretizar em oferta “a quem nos visita e quer descobrir”.
No seu entender, a Golegã “cumpriu” o objectivo de promover o “turismo do cavalo” – aquele em que as pessoas se deslocam para assistir a eventos com cavalos -, ao construir um conjunto de infra-estruturas que incluem picadeiros, boxes e um centro científico e cultural, o Equuspolus, que conta a história do cavalo e divulga tudo o que está relacionado com o puro-sangue lusitano.
”Para o turismo a cavalo falta investir na aquisição de cavalos que possam proporcionar passeios localmente, regionalmente e até pelo país, com pontos de apoio, como apontava o trabalho desenvolvido pela ANTE”, disse à Lusa.
Vítor Vergamota sublinhou que muitos dos centros hípicos existentes no país ou não têm animais suficientes ou, se têm, não têm a qualidade exigida para receberem grupos de turistas, muitas vezes com experiências diferentes de equitação.
Admitiu que a ANTE terá de fazer a actualização dos percursos, mas frisou que não cabe à associação – que integra 40 associados colectivos e cerca de 30 individuais – a sua exploração.
“A ANTE representa os associados, faz divulgação, promoção, mas são os associados que recebem as pessoas que querem utilizar os percursos”, afirmou.
No seu entender, ao Estado caberia não dificultar a tarefa a quem quer trabalhar nesta área, coordenando as exigências dos vários departamentos envolvidos – Agricultura, Turismo e Desporto – e simplificando procedimentos.
“O cavalo é um produto económico. Falta sensibilidade da tutela que ainda não compreendeu totalmente que parte do produto interno bruto do país pode passar pela fileira do cavalo”, sublinhou por seu turno Veiga Maltez, que apontou os casos da Holanda – onde o cavalo remeteu as flores para segundo plano – ou da Irlanda, que não taxa o sector para promover o investimento.
---------------------------------------------

sábado, 28 de novembro de 2009

Cultura



Imagem:A.Anacleto
-----------------------------------------
Festival Materiais Diversos” foi debatido em Alcanena

Na manhã deste sábado, no Cine-teatro S. Pedro em Alcanena, realizou-se um debate inserido no programa “Festival Materiais Diversos” e subordinado ao tema “Que Políticas Culturais para a Região”.
Num contexto de “mesa redonda”, motivado pela fraca assistência aderente ao mesmo, notou-se entre os participantes a presença de alguns autarcas e representantes de algumas colectividades e associações socioculturais do concelho de Alcanena.
Com coordenação do Director Artístico do Festival, o coreógrafo Tiago Guedes, fez-se um balanço do evento, onde após análise ao mesmo, houve unanimidade em considerá-lo num patamar de elevado êxito.
Foram apresentadas várias sugestões para o modelo de realização do próximo festival a realizar em princípio no mês de Setembro de 2010, a maioria das quais, direccionadas para uma envolvência das populações nas suas freguesias e com uma participação de apoio das colectividade culturais do concelho.
-----------------------------------

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Solidariedade Social

CRIA promove “Venda de Natal” de presentes únicos e valiosos
O CRIA, Centro de Recuperação de Integração de Abrantes, Instituição Particular de Solidariedade Social há 32 anos ao serviço das pessoas com deficiência, promove de 1 a 5 de Dezembro, a sua tradicional Venda de Natal.
A Venda irá decorrer no espaço do hipermercado Pingo Doce (antigo Feira Nova), cedido gratuitamente para esta iniciativa anual, que tem como objectivo angariar receitas para a Instituição. Os trabalhos para venda foram realizados pelos utentes do Centro de Recuperação e Integração de Abrantes, no âmbito do programa de actividades desenvolvido nas suas diferentes áreas de trabalho.
Na Venda de Natal do CRIA os visitantes poderão encontrar pequenas peças de decoração, utilidades domésticas ou simples lembranças, que em comum têm o facto de serem elaboradas por mãos que transmitem emoções a cada trabalho concretizado.
Entre as muitas propostas para presentes neste Natal, destacam-se bonecas de trapos, bordados, toalhas de mesa, pegas, aventais, almofadas, molduras, caixas em madeira, porta-chaves ou peças em pirogravura, entre outros, que constituem certamente o presente ideal para oferecer nesta época.
A dedicação e a arte que estes jovens e adultos com deficiência colocam em cada uma destas peças fazem delas presentes únicos e valiosos.
--------------------------------------------------

Sociedade

Várias regiões ribatejanas estão afectadas por quebras na rede multibanco
A região ribatejana foi uma das afectadas pelas quebras na rede multibanco, que afectou várias zonas do país devido a uma grande procura relacionada com os pagamentos dos subsídios de Natal.
Muitos terminais multibanco deixaram de funcionar em alguns períodos devido ao elevado número de levantamentos e transferências bancárias, disse fonte oficial da SIBS à Lusa.
A quebra de comunicações, deveu-se ao facto de haver elevado número de transacções, por muitos portugueses terem recebido hoje o subsídio de Natal. afirmou fonte da SIBS, a empresa que gere a rede multibanco em Portugal.
---------------------------------------------------

Sociedade

Fórum reúne via rádio comunidade residente e da diáspora, em Abrantes
O Fórum para a Cidadania dos Tramagalenses, criado em Maio por um grupo de cidadãos da freguesia do Tramagal (Abrantes), reúne sábado a "comunidade abrangente" - a residente e a da diáspora - através das ondas da rádio.
Conscientes da dispersão dos tramagalenses, sobretudo desde o encerramento da metalúrgica Duarte Ferreira, nos anos 1980, os responsáveis do Fórum, um movimento de cidadania constituído para "defender os valores de uma terra que amam", quiseram abrir o debate aos "ausentes" que continuam a manter uma ligação com a freguesia.
Tendo em conta a distância que separa a comunidade "presente" da "ausente", a sessão não vai decorrer em ambiente de sala, como tem acontecido até aqui, mas vai ligar a comunidade através das ondas da rádio local, a Tágide.
Numa emissão que vai decorrer entre as 15:00 e as 17:00 de sábado, também através da Internet, os habitantes do Tramagal vão ser confrontados com os pontos de vista dos seus conterrâneos que vivem na diáspora.
Além dos dirigentes do Fórum, em estúdio vão estar representantes da "comunidade tramagalense" de Lisboa e da Escócia, participando os restantes - Alemanha, França, Canadá, Angola, Marinha Grande, Algarve - por telefone.
"Optámos por esta via porque só a rádio e a Internet permitiam este encontro", sublinham os responsáveis do Fórum no blogue que dinamizam.
O Fórum para a Cidadania dos Tramagalenses tem promovido sessões de reflexão e debate, nomeadamente sobre Associativismo, Cultura e Desporto e Educação e Juventude.
*Fonte: Lusa
-------------------------------------------------------

Efemérides

Santarém assinala a data da abolição da Pena de Morte
A estátua do Marquês Sá da Bandeira, no Largo do Seminário em Santarém vai ser iluminada, no dia 30 de Novembro (11 horas), data em que se assinala a abolição da pena de morte. Para além da iluminação, vai também ser colocada junto ao Marquês Sá da Bandeira, vulto ligado à abolição da pena de morte, uma coroa de flores pelo vereador da Cultura, Vitor Gaspar.
A iniciativa “Cidades para a Vida – Cidades contra a Pena de Morte” que teve início em 2002 é organizada à escala mundial pela Amnistia Internacional Portugal. Até à data, 998 cidades de 77 países, entre os quais Portugal, participam nesta manifestação simbólica contra a pena de morte. Aliás, Portugal foi dos primeiros países a abolir a pena de morte no mundo.
De referir ainda que o Marquês Sá da Bandeira, destacou-se pela verticalidade de carácter e coragem, bem como por lutar por grandes ideais. Sá da Bandeira foi uma figura marcante do Liberalismo e da política oitocentista. Foi uma figura nacional de projecção universalista. Espírito humanista e generoso, considerava a escravatura uma nódoa indelével nas civilizações; causa pela qual lutou durante 40 anos. Conseguiu a sua abolição em 1869.
Faleceu em Santarém a 6 de Janeiro de 1876 e aqui foi sepultado, a seu pedido. Por toda a cidade há marcas que mantêm vivo o seu nome.
--------------------------------------

Cultura

Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes assinala Primeiro Aniversário
Apenas um ano após a inauguração das suas novas instalações, a 28 de Novembro de 2009, a Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes apresenta números cuja dimensão bem demonstram a importância deste equipamento para os torrejanos.
O número de visitantes ultrapassa já os 110 000 e o número de utilizadores registados ascende a mais de 4 700. Mas esta «nova» Biblioteca é também interactiva e muito dinâmica. Prova disso mesmo são as 210 actividades de animação e extensão cultural realizadas nestes doze meses, que reuniram mais de 5 000 participantes, na sua maioria alunos do pré-escolar e do 1º ciclo.
Juntam-se ainda 131 actividades de índole diversa, integradas em eventos (correspondentes a espectáculos, efemérides, acções de formação, ateliês, exposições, debates, colóquios, conferências e semanas de leitura). Neste caso, a participação estimada é de mais de 20 000 presenças, num público muito diversificado, abrangendo todas as faixas etárias.
A Biblioteca tem uma média de 9500 utilizadores/ mês, representando 424 utilizadores/dia e 51 utilizadores/hora. Desde Novembro de 2008 foram já requisitados cerca de 19 000 documentos, desde monografias, CD, DVD ou publicações periódicas. Entre os documentos mais procurados encontram-se a saga Twilight, Ensaio sobre a Cegueira, Hello Kitty, Madagáscar 2, entre outros.
Para assinalar o primeiro aniversário da sua renovação, a Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes irá promover ao longo de todo o dia de sábado um conjunto de actividades, destinadas aos mais variados públicos. Logo pelas onze horas da manhã haverá uma «Viagem à Bebelândia», para bebés entre os 12 e os 36 meses. «Histórias conversadas entre pais e filhos» é uma actividade destinada a crianças maiores de 4 anos e que girará em torno do livro electrónico «Nuno escapa à gripe A», da Direcção-Geral de saúde. A apresentação pública do n.º 21 da Revista Nova Augusta, uma edição municipal, bem como a inauguração da exposição «Cem anos de futebol em Torres Novas» completam a agenda do dia.
De recordar que esta Biblioteca, inaugurada pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, é composta por ludoteca, bebéteca, ecoteca, bdteca, centro de recursos culturais e fototeca, e na sua colecção dispõe de quase 57 000 documentos.
----------------------------------------------

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Sociedade


CRIT de Torres Novas, organiza 1º Encontro Desportivo de “Duobol”
Terá lugar no próximo dia 3 de Dezembro, pelas 10h30, no Palácio dos Desportos em Torres Novas, o 1º Encontro Desportivo de “DUOBOL”, uma conjugação de basquetebol e voleibol.
Este Encontro está inserido nas Comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa da ADES – Associação de Desporto Especial de Santarém, com o apoio da Câmara Municipal de Torres Novas e em parceria com a APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Deficiência Mental e a UNICRISANO – União dos Centros de Recuperação Infantil do Distrito de Santarém e Outros.
As actividades direccionam-se às Associadas da Unicrisano, aos jovens da APPACDM de Santarém, ao Centro João Paulo II e à Casa do Bom Samaritano.
Em simultâneo decorrerão Jogos Tradicionais.
-----------------------------------------------

Cultura

António Pedro vai ser homenageado em Tomar no seu centenário
A Câmara Municipal de Tomar, através do Núcleo de Arte Contemporânea, vai homenagear António Pedro no próximo dia 12 de Dezembro, sábado, a propósito do centenário do seu nascimento.
António Pedro nasceu em 9 de Dezembro de 1909, na Cidade da Praia (Cabo Verde), tendo uma vida criativa intensa: foi pintor, ceramista, escultor, caricaturista, galerista, crítico de arte, poeta, editor, jornalista, encenador… Considerado uma figura ímpar da cultura portuguesa do século XX, foi um dos membros fundadores do Grupo Surrealista de Lisboa.
O teatro foi um dos vectores mais evidentes da sua carreira, tendo sido director do Teatro Apolo em Lisboa, em 1949, e director, figurinista e encenador do Teatro Experimental do Porto entre 1953 e 1961. É também relevante a sua obra como dramaturgo.
Por isso mesmo, e como forma de encerramento deste ano que foi dedicado à comemoração do 60º aniversário da Exposição do Grupo Surrealista de Lisboa, o Núcleo de Arte Contemporânea presta-lhe homenagem, evocando a sua obra teatral, numa sessão a decorrer no Club Tomarense, a partir das 18 horas, que será apresentada por José-Augusto França, seguindo-se uma conversa sobre o autor por Luiz Francisco Rebello e leituras de trechos de peças de teatro de António Pedro por João Mota com a Oficina de Teatro Canto Firme.
A iniciativa é de entrada livre.
--------------------------------------------------------

Autarquias

“Processo Rua de Castela” leva a Câmara de Ourém a tentar renegociar prazos de pagamento de indemnização de 950 mil euros
O executivo da Câmara de Ourém, liderado por Paulo Fonseca emitiu um comunicado relacionado com litígio com um proprietário de um edifício localizado na Rua Castela, na cidade de Ourém. O mesmo tem o seguinte teor:
«Como é do conhecimento público, decorreu durante anos, um processo intentado contra a autarquia relativa ao edifício da Rua Castela. Depois de julgado o processo referido, saiu a decisão judicial que obrigava à demolição parcial do já referido edifício, até dia 11 de Outubro do presente ano.
Perante a sentença o anterior executivo, liderado por Vítor Frazão, estabeleceu com o queixoso, Sr. Marto Guerra, um acordo com os seguintes termos:
Pagamento de uma indemnização, no valor de 950 mil euros, a serem pagos em duas tranches. A primeira no acto de celebração do acordo, que deveria acontecer até ao final de 2009, e a segunda um ano após a assinatura do acordo.
Ora, como é também do conhecimento público, o actual momento financeiro da Câmara é de completa asfixia, estando em preparação uma auditoria externa que permitirá aferir, em concreto, a situação financeira do município.
Assim sendo, não se encontram reunidas as condições para que se cumpram, nos prazos combinados com o Sr. Marto Guerra, o acordo proposto pelo anterior executivo autarquia.
É intenção do actual executivo, numa primeira fase chegar a entendimento com o Sr. Marto Guerra de forma a solucionarmos esta questão, para que possamos concluir este processo sem mais prejuízos, quer para a autarquia quer para o Sr. Marto Guerra.
Pretendemos, obviamente que este processo seja finalizado com a maior brevidade tendo, contudo, a preocupação de não agravar a situação financeira da autarquia», adianta o comunicado.
-------------------------------------------------

Cultura

Igreja de S. João de Alporão em Santarém recebe Concerto de Natal
O Núcleo Museológico de Arte e Arqueologia ( S. João de Alporão), em Santarém vai servir de palco ao Concerto de Natal do Conservatório de Música de Santarém com o apoio da Câmara Municipal de Santarém, no dia 28 de Novembro, às 21h30.
O concerto vai contar com a presença do Coro de Câmara do Conservatório, da Classe de Canto do professor Manuel Brás da Costa, dos pianistas Lioudmila Litvínova e Daniel Oliveira, e do violoncelista André Ferreira.
Armando Calado e Manuel Brás da Costa são os cantores de ópera convidados.
---------------------------------------------

Cultura e Lazer


Entroncamento recebe no sábado final Regional de Dança Desportiva
No Pavilhão Desportivo do Entroncamento, a J.T. Dance Academy do Entroncamento, irá organizar no próximo sábado, dia 28, a partir das 14:30m a final do Troféu A.D.D.S 2009 em danças desportiva.
É a 10.ª edição deste Troféu, onde participarão quinze Escolas de Dança, nas modalidades de danças latinas e standard.
Ao longo do ano, realizaram-se várias eliminatórias em locais diferentes do Ribatejo, que culmina agora com a final na cidade ferroviária. Serão também conhecidas as três escolas vencedoras do Troféu Ribatejo. A assiduidade nas competições e regularidade a nível de classificações são factores que contam para a atribuição desta distinção.
Para reservas de mesa ou outras informações, contactar 919087335 ou jtdacademy@sapo.pt.
-------------------------------------------------------------

Autarquias

Primeira reunião pública da Câmara da Golegã demorou meia hora com ausência de público
Com quatro pontos na ordem de trabalhos, a primeira reunião pública da Câmara Municipal da Golegã, formada exclusivamente por eleitos do PS, demorou, quarta-feira, pouco mais de meia hora, numa sala vazia de público.
"Sempre fui da opinião de que quem ganha deve governar e quem perde deve fiscalizar. Nunca pensei viver essa situação. (A ausência da oposição) não me tranquiliza, pelo contrário responsabiliza ainda mais", disse o presidente da Câmara Municipal da Golegã, Veiga Maltez (independente eleito pelo PS) à agência Lusa.
Reconhecendo que as reuniões são mais rápidas, porque as propostas já são conhecidas de todos, Veiga Maltez considera, contudo, que são também "mais eficazes".
Os cinco eleitos - Veiga Maltez, Rui Medinas, António Cardoso, Ana Caixinha e Bruno Medinas - sentam-se em volta da mesa colocada sobre um pequeno estrado em frente à plateia reservada ao público, completamente vazia naquela que é a única reunião mensal pública (as reuniões são quinzenais, sendo a segunda do mês aberta ao público).
A reunião decorre na presença dos chefes das quatro divisões da autarquia - Administração Financeira, Intervenção Social, Obras e Urbanismo e Ambiente -, que são chamados a intervir sempre que há uma dúvida sobre um processo.
"São os pareceres deles que sustentam a decisão política, por isso estão presentes", disse Veiga Maltez.
A estatueta de um cavalo, ex-libris da Golegã, em cima da mesa de trabalho, remete para o que tem sido a aposta de desenvolvimento de um concelho que vive dos sectores primário e terciário.
A candidatura da Golegã para acolher o Centro de Alto Rendimento de Hipismo foi, aliás, um dos temas abordados na reunião, dada a necessidade de alterar o Plano Director Municipal para permitir a construção do equipamento nos sete hectares de terreno recentemente adquiridos pela autarquia para esse fim.
"O Hipos (Centro de Alto Rendimento de Hipismo) vai ser a nossa indústria", disse Veiga Maltez.
Com uma dívida actual a rondar os três milhões de euros, Veiga Maltez sublinhou que a autarquia tem ainda capacidade para o dobro de endividamento, o que permitirá avançar com os investimentos da ordem dos 25 milhões de euros previstos para este mandato, o último de Veiga Maltez (conquistou o município à CDU nas eleições de 1997).
Entre os investimentos a realizar destacou o Hipos, a conclusão do centro escolar da Azinhaga e a aquisição de terrenos para a Zona Industrial.
"Temos a preocupação de gerir o município com grandes vontades mas sem grandes capacidades financeiras", afirmou, sublinhando que a Golegã está agora dotada de todas as infra-estruturas que permitem garantir o bem-estar das populações.
--------------------------------------------------

Política

PSD de Abrantes tem nova líder
Manuela Ruivo apresentou-se a sufrágio liderando uma única lista para eleição da secção de Abrantes do PSD, tendo sido eleita
A nova presidente, vai ter como vice-presidentes António Belém Coelho e Joaquim Simplício e como tesoureira Susana Martins. A mediana do plenário vai ser presidida por Gonçalo Oliveira, tendo como vice-presidente Mauro Xavier e como secretário Diogo Valentim.
----------------------------------------------

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Eventos

Câmara de Ourém abre processo de recepção de candidaturas para a realização do III Congresso Ibero-Americano de Destinos Religiosos 2011
Depois do sucesso da II edição do Congresso Ibero-Americano dos Destinos Religiosos, que decorreu em Fátima, no passado mês de Junho, está já a decorrer o processo de selecção da cidade organizadora do III Congresso Ibero-Americano de Destinos Religiosos. A Câmara Municipal de Ourém assumiu a responsabilidade da realização do II Congresso Ibero-Americano de Destinos Religiosos a que se associaram o Santuário de Fátima, a Entidade Regional de Turismo – Pólo de Desenvolvimento Turístico Leiria/Fátima, a ACISO - Associação Empresarial Ourém-Fátima e Centro de Investigação Identidades e Diversidades do Instituto Politécnico de Leiria, com vista à reflexão e procura de novos caminhos para o desenvolvimento dos destinos turístico-religiosos.
No final deste encontro e, porque de imediato surgiram duas candidaturas de cidades que pretendiam ser promotoras do próximo Congresso em 2011, foi decidida a criação de uma comissão para a análise das candidaturas a cidades organizadoras do III Congresso Ibero-Americano de Destinos Religiosos. Destaque para os motivos apresentados por Francisco Vieira, à data Presidente do II Congresso Ibero-Americano de Destinos Religiosos, sublinhando "que todo este processo deve ser transparente, rigoroso e justo, decidimos constituir uma Comissão que irá analisar cuidadosamente estas candidaturas ou outras que venham a ser propostas".
No seguimento desta decisão foi criado o regulamento que define as condições de candidatura, factores de avaliação e métodos de decisão.
As candidaturas devem ser efectuadas até dia 31 de Dezembro e a decisão de cidade organizadora do evento será apresentada até ao dia 31 de Janeiro de 2010.
O regulamento encontra-se on-line, no endereço congressofatima2009.cm-ourem.pt.
*Fonte:Gab. Comunicação C.M.Ourém
-------------------------------------------

Autarquias

Executivo da Câmara de Tomar reúne esta Quinta-feira
O executivo da Câmara Municipal de Tomar, vai reunir-se esta quinta-feira, dia 26, pelas 09h30m. A sessão é pública e na agenda da ordem de trabalho, constam vários pontos, dos quais destacamos, a «Alteração ao regulamento do plano de pormenor das Avessadas» e »A apreciação do processo da TomarPolis»
-----------------------------------------------

Cultura


Festival Materiais Diversos está em cena até ao próximo Domingo
O Festival “Materiais Diversos”, tem estado a desenrolar-se com elevado êxito, em Minde, Alcanena e Torres Novas, com vários espectáculos de Dança, Teatro e Música.
Vários grupos intérpretes, internacionais e nacionais, têm passado pelos palcos daquelas localidades com espectáculo de elevada qualidade na área da cultura.
Até ao próximo Domingo ainda pode assistir aos seguintes espectáculos:
- Dia 25:
10h00 – Margarida Mestre Tudo Gira (para escolas)
Minde, Blackbox CAORG
14h00 – Margarida Mestre Tudo Gira (para escolas)
Minde, Blackbox CAORG
22hoo – Cláudia Gaiolas & Boca de Cena Terroristas, um espectáculo a partir do universo dos Irmãos Presniakov
Minde, Cine Teatro Rogério Venâncio
- Dia 26:
21h00 – Cão Solteiro & Vasco Araújo A Portugueza
Alcanena, Cine Teatro São Pedro
23h30 – Grafic Nights #5 c/ Trashédia
Minde, Ponto de Encontro
- Dia 27:
21h00 – Tânia Carvalho De mim não posso fugir, paciência!
Minde, Blackbox CAORG
23h30 – Grafic Nights #6 c/ Trashédia & Dj Convidado
Minde, Ponto de Encontro
- Dia 28:
10h00 – Debate "Que políticas culturais para a região?"
Alcanena, Cine Teatro São Pedro
15h00 – André Murraças Um Passeio
Minde, Museu de Aguarela Roque Gameiro
15h00 – Real Institute - Karine Décorne & Simon Proffitt Bwyd Sonique
Minde, Museu de Aguarela Roque Gameiro
21h00 – Jonathan Burrows & Matteo Fargion Both Sitting Duet
Minde, Blackbox CAORG
23h30 – Grafic Nights #7 c/ Trashédia & Dj Convidado
Minde/Ponto de Encontro
- Dia 29:
18h00 – Elanãoéfrancesaelenãoéespanhol & Xaral's Band
Minde, Blackbox CAORG
19h30 – Festa de encerramento
Minde, Ponto de Encontro
---------------------------------------------------------

Autarquias

Moita Flores e respectiva vereação têm nova equipa de apoio
O presidente da Câmara de Santarém e os vereadores a tempo inteiro, têm nova equipa de apoio, conforme se pode consultar na publicação do Diário da República, edição desta terça-feira. Também foram nomeados novos Directores de Departamento e Chefes de Divisão.
Assim, foram nomeados para adjunto do edil (Jorge Filipe Carvalho Bernardino) e secretários (Valdemar Gomes Fernandes Alves e Vítor Manuel de Sousa Varejão, como Secretários do presidente; Manuel Porfírio Dantas da Costa, como Secretário do Vereador Ricardo Gonçalves Ribeiro Gonçalves; Jaime Manuel Teodoro dos Santos, como Secretário do Vereador Vítor Manuel da Costa de Oliveira Gaspar; Diogo Francisco Russo Gomes, como Secretário do Vereador João Francisco Ferreira Teixeira Leite; Cristina Maria Bento Neves como Secretária da Vereadora Maria Luísa Da Costa Ferreira Goes Féria.
Foram também nomeados em regime de substituição por um período de 60 dias dois directores de departamento e dois chefes de divisão (Lúcia Cristina de Almeida Militão, como Chefe da Divisão da Cultura, Desporto e Turismo, do Departamento de Assuntos Culturais e Sociais; Hugo Filipe Patrício da Costa, como Director de Departamento de Administração e Finanças; Ana Cristina da Costa Cabedo e Simas, como Chefe da Divisão de Recursos Humanos, do Departamento de Administração e Finanças, António Jorge Migueis Nunes Duarte, como Director do Departamento de Gestão Urbanística e Ambiente.
--------------------------------------------------

Sociedade

Presidente da Câmara de Santarém quer colocar bombeiros municipais “dentro da legalidade”
O presidente da Câmara Municipal de Santarém, quer colocar a corporação municipal de bombeiros “dentro da legalidade” e torná-la numa “unidade racional e não corporativa”, adiantou Moita Flores à agência Lusa.
O presidente da edilidade scalabitana, reagia à tomada de posição de dois voluntários que prestam serviço nos Bombeiros Municipais de Santarém, que no passado sábado faltaram ao piquete, alegadamente em protesto pela decisão da autarquia de deixar de pagar horas de piquete.
Moita Flores, adiantou que decidiu chamar a si o pelouro dos bombeiros porque sabia da existência de graves problemas na corporação, que os três vereadores que detiveram o pelouro nunca conseguiram resolver por interferência de “lóbis”.
No caso das remunerações aos voluntários que prestam serviço na corporação, Moita Flores disse que pediu um parecer à Inspecção Geral da Administração Local, tendo deixado de pagar as horas de piquete assim que recebeu a informação de que esse pagamento é ilegal.
A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais e o Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais afirmaram hoje, em comunicado, não entender o protesto dos voluntários “já que a exigência do pagamento das horas efectuadas por parte daqueles bombeiros perverte o conceito de voluntariado em que se encontram inseridos”.
No comunicado, declaram preocupação “com a forma como estas situações podem afectar o socorro e reiteram o que têm desde sempre defendido, a necessidade de aumentar o número de efectivos” na corporação de Santarém.
Moita Flores disse também à Lusa, que a autarquia vai abrir no próximo ano um concurso para admissão de mais cinco bombeiros profissionais.
Segundo disse, a intenção é “reestruturar” a corporação, acabando com a sobreposição de funções entre profissionais e voluntários, e “redefinir a relação” com as corporações de voluntários do concelho, sobretudo com a de Santarém.
António Valente, vereador com o pelouro da Protecção Civil, afirmou que não há qualquer motivo de preocupação quanto à segurança no concelho, já que há articulação com as restantes corporações do concelho.
Os Bombeiros Municipais de Santarém tem actualmente 21 dos 30 efectivos previstos no quadro, contando com a colaboração de 24 voluntários,adiantou.
-----------------------------------------

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Cultura


Exposição em Abrantes recorda Vasco Granja
Recordar, ou dar a conhecer aos mais jovens, o percurso de Vasco Granja, o homem que mais e melhor divulgou a banda desenhada (BD) é o objectivo da exposição patente ao público na Biblioteca Municipal António Botto, até 29 de Janeiro de 2010.
A exposição surge integrada no XVIII Encontro Nacional de Cineclubes, organizado pela Federação Nacional (agora com sede em Abrantes), com o apoio do cineclube “Espalhafitas”. Esta mostra que evoca o “pai da pantera cor-de-rosa”, apresenta objectos pessoais de Vasco Granja que marcaram a sua vida social e profissional, bem como alguns vídeos biográficos e de animação, seleccionados pelo próprio Granja como seus favoritos. Autodidacta e com múltiplos interesses culturais ao longo da sua vida, Vasco Granja, que faleceu em Maio de 2005, continua a ser uma figura incontornável no cinema de animação português. Responsável pela divulgação de milhares de obras de BD, conduziu na RTP mais de um milhar de programas dedicados à animação. Deu a conhecer personagens como Bugs Bunny e a Pantera Cor-de-Rosa, mas também histórias de bonecos de plasticina, sombras chinesas ou com ursos de peluche animados, a maioria das quais provenientes da então pujante cinematografia de animação do Leste da Europa. A exposição pode ser vista de segunda a sexta-feira, no horário das 09 às 19h30.
------------------------------------------------

Economia


Mação certifica marca de primeiros presuntos
Mação iniciou o processo de certificação do Presunto, no passado dia 9 de Novembro, com a empresa Damatta a ser a primeira a apresentar o primeiro lote de pernas conformes com o Caderno de Especificações.
No local, e na presença de 3 técnicos da Entidade Privada de Controlo e Certificação Sativa – prestigiada empresa contratada para o efeito – procedeu-se ao exame individual de cada uma das 250 pernas que, após aprovação, foram marcadas "a fogo", a uma temperatura superior a 500ºC, através de equipamento apropriado adquirido especificamente para o efeito.
Esta marcação inclui uma numeração onde se insere a data de início do processamento, realçando o logótipo alusivo à Marca Mação. Todas as fases do processamento, que se inicia na calibração e salga, serão minuciosamente controladas visando a estrita e rigorosa conformidade com o Caderno de Especificações.
Tendo em conta o tempo mínimo de processamento para pernas com pernil – 9 meses – os primeiros presuntos apenas estarão acabados e aptos para consumo no próximo Verão de 2010.
Refira-se que o presunto personifica o produto mais emblemático de Mação, não só pelo facto de se concentrar na área do Concelho cerca de 70% da produção nacional, mas especialmente pelo cunho e propriedades ímpares que lhe são conferidas pelas características climáticas associadas a uma ancestral sabedoria na sua delicada manipulação.
Ao invés dos restantes produtos tradicionais, de cunho mais artesanal e familiar, o Concelho de Mação possui as mais modernas unidades industriais onde a grande capacidade produtiva e mecanização instaladas respeitam escrupulosamente a arte de fazer secular lentamente aprendido e sabiamente desenvolvido.
A certificação dos produtos tradicionais de elevada qualidade e especificidade, de que se destaca o presunto, constitui um verdadeiro veículo de promoção das empresas, produtos e do próprio Concelho.
A Marca de Qualidade Mação é uma iniciativa da Câmara Municipal a qual, em sintonia com as empresas e produtores locais, pretende manter a vincada ruralidade deste Município, valorizando e exaltando a excelência das suas tradições. Tem com finalidade certificar que a arte de fazer, que se pretende preservar e amplamente divulgar, continua a aprimorar produtos artesanais cuja especificidade se foi construindo e aperfeiçoando ao longo de séculos!
Só esta arte de fazer, aliada a condições edafo-climáticas únicas, fundamenta a existência deste verdadeiro património cultural. Degustar o presunto e enchidos vários, os azeites e azeitonas, o mel, o queijo de cabra, para além do elevado prazer e contínua descoberta gastronómica, determina uma comunhão com a natureza e com a capacidade de adaptação e evolução de um povo admirável e invulgar.
Este projecto constitui quase uma obrigação de compartilhar com o mundo a excelência e especificidade das qualidades deste povo e do Concelho de Mação.
O logótipo M simbolizará a pujança desta exaltada riqueza. Emblemará o orgulho de produzir o que de melhor se faz neste Concelho. Certificará, finalmente, a singularidade e qualidade de cada produto, garantindo ao consumidor o privilégio de degustar a própria natureza através da excelência dos genuínos produtos de Mação.
-------------------------------------------------

Cultura

“Rinoceronte” apresenta workshop de pasta de papel em Abrantes
Um Workshop de pasta de papel pelo artista “Rinoceronte”, pseudónimo de Renato Cruz, vai realizar-se dia 5 de Dezembro (Sábado), a partir das 10h00, no cineteatro S. Pedro.
A acção está aberta à participação de, particularmente, pais, professores, educadores, animadores e de todos os interessados na criatividade associada à reciclagem.
Este Workshop acontece na sequência do enorme êxito que teve a exposição de Renato Cruz, numa mostra realizada recentemente na Galeria Municipal de Arte. O autor mostrou-se disponível para partilhar os segredos da sua arte.
As inscrições (10€) podem ser feitas na Galeria Municipal de Arte, através do telefone 241 330 209 ou nos serviços da divisão de cultura, telefone 241 330 134.
Renato Cruz nasceu em Vila Real de Santo António em 1946. Formou-se na Escola António Arroio como desenhador litógrafo e viveu catorze anos em Paris. Regressou a Portugal, onde, entre outras iniciativas e exposições, co-organizou com outros artistas as Bienais de Lagos de 1982, 1984 e 1986. Colaborou através dos seus desenhos no semanário “Expresso”, foi co-fundador da ZDB, artista das galerias Y Grego e “Novo Século” e realizou exposições para a Casa Fernando Pessoa.
“Rinoceronte” é um criativo de peças únicas, desenhador, escultor e pintor que a partir de materiais vulgares e recicláveis compõe divertidas e irónicas situações, destacando-se as míticas personagens do imaginário português como Vasco da Gama, Marquês de Pombal ou Fernando Pessoa.
-----------------------------------------------------

Associações

TAGUS comemora 16 anos ao serviço do desenvolvimento local
A Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior (TAGUS) completa, no dia 26 de Novembro, 16 anos de existência. Criada em 1993, esta associação privada, sem fins lucrativos, resultou da união de 24 entidades locais públicas e privadas que se juntaram para promover, apoiar e realizar um aproveitamento racional das potencialidades de Abrantes, Constância, Sardoal e dos concelhos limítrofes, de modo a desenvolver todas as componentes do território e a melhorar as condições de vida das populações.
De 1995 a 2000, a TAGUS foi gestora local do Programa de Iniciativa Comunitária LEADER II e de 2000 a 2006 do LEADER +. Nestes dois programas apoiou 214 projectos com um valor global de 7 milhões de euros. Estas iniciativas comunitárias trouxeram vastos benefícios para o território ao contribuírem para o aumento da sensibilização social, para melhoria da cooperação entre as entidades locais, para o aumento do rendimento e ao potenciar a inovação das empresas.
Actualmente, com nova direcção representada por sete entidades, da qual Fernando Moleirinho, Presidente da Câmara Municipal de Sardoal, é presidente, Máximo Ferreira, Presidente da Câmara Municipal de Constância, é vice-presidente e Maria do Céu Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, é tesoureira, a TAGUS é gestora local da abordagem LEADER, do Programa Nacional de Desenvolvimento Rural (ProDeR). Neste apoio dispõe de 9 milhões de euros para apoiar projectos na sua área de intervenção até 2013. A primeira fase de recepção de candidaturas aos apoios do ProDeR estará aberta até 15 de Dezembro de 2009. Mas para o próximo ano haverá mais três períodos de recepção.
Da direcção da TAGUS também fazem parte a Associação de Agricultores de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação, Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém, Associação Comercial de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação e a Palha de Abrantes – Associação de Desenvolvimento Cultural.
----------------------------------------------

Sociedade

Cidadãos apelam à salvaguarda do antigo Convento das Donas
Cerca de 100 pessoas subscreveram uma carta que apela à salvaguarda e valorização do antigo Convento das Donas, em Santarém, que alberga actualmente a PSP, pedindo que aí seja instalado um "Museu da Cidade".
A carta foi entregue no âmbito da "participação preventiva" prevista na elaboração do Plano de Pormenor para o Quartel das Donas, cujo procedimento foi iniciado pela Câmara Municipal de Santarém através de anúncio publicado em Diário da República no passado dia 06.
Na carta, uma iniciativa da auto-denominada Plataforma Cívica de Apoio à Salvaguarda e Valorização do Local do Antigo Convento de S. Domingos das Donas de Santarém, é pedido que "seja preservado e revalorizado o que ainda existe edificado do antigo Convento de S. Domingos das Donas" e que aí seja instalado um "Museu da Cidade".
António Duarte, director do Departamento de Gestão Urbanística e Ambiente da Câmara Municipal de Santarém, disse hoje à agência Lusa que a intenção é manter as três naves do actual quartel, bem como todos os vestígios que a direcção de cultura da autarquia entenda que devam ser preservados.
Segundo disse, o projecto prevê a construção de um edifício na praça interior do quartel, que deverá albergar, num dos pisos, a PSP e que acolherá comércio, serviços e habitação.
O plano de pormenor irá estabelecer os índices de construção e os parâmetros de utilização não previstos no Plano Director Municipal e servirá de base ao projecto que a autarquia quer desenvolver em parceria com um privado.
Paralelamente, mas a um ritmo diferente, até pela "complexidade" do processo, estão a decorrer os procedimentos com vista à aprovação de um plano de pormenor para as instalações da antiga Escola Prática de Cavalaria (EPC), disse.
Tanto o Convento das Donas, que ocupa uma área de 9.760 metros quadrados, como a antiga EPC vão ser alienados pelo Estado à Câmara Municipal de Santarém, no âmbito das contrapartidas negociadas com os municípios do Oeste e Lezíria pela não construção do novo aeroporto na Ota.
Ambos os espaços vão integrar a parceria público-privada que a autarquia quer criar para desenvolver a Fundação da Liberdade e que vai englobar todos os imóveis que vão ser adquiridos ao Estado.
Segundo a informação existente na página do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), do Convento das Donas resta parte da estrutura murária, encontrando-se no Museu de S. João de Alporão elementos decorados em cantaria e painéis historiados de azulejos.
O Convento foi fundado originalmente (em 1240) no local onde surgiria mais tarde o Convento da Trindade (antigo quartel da Escola Prática de Cavalaria), tendo sido transferido em 1287 para terrenos da Ordem de S. Domingos, junto à porta de S. Manços, fora do circuito muralhado, numa zona de expansão oitocentista.
Em 1857, Possidónio da Silva propôs a instalação de um museu lapidar no edifício conventual, o que nunca se concretizou, tendo o edifício acolhido um colégio feminino sob supervisão das freiras no final do século XIX, altura em que, com a morte da última freira, foi entregue ao Ministério da Guerra.
Na primeira metade do século XX, o local acolheu o quartel de Caçadores 6 e o quartel de Infantaria 16, sendo ocupado, parcialmente, pela PSP desde 1975.
----------------------------------------------------

Autarquias

Freguesia de Barrosa continua sem executivo
A freguesia da Barrosa, no concelho de Benavente, continua sem executivo da Junta, por falta de acordo entre as forças políticas que compõem a Assembleia de Freguesia.
Ana Casquinha, presidente da Concelhia do PS de Benavente, disse hoje à agência Lusa que a terceira tentativa de acordo, feita em reunião realizada segunda-feira à noite, voltou a falhar, uma vez que os três eleitos da CDU e o eleito do PSD se mostram irredutíveis na sua posição.
Com 41,8 por cento dos votos, o PS conquistou três mandatos nas autárquicas de 11 de Outubro, os mesmos que a segunda força mais votada, a CDU (36,61 por cento dos votos), que detinha a gestão da Junta no mandato anterior, enquanto o PSD, com 20,64 por cento dos votos, tem um eleito.
Nas duas reuniões anteriores, realizadas a 26 de Outubro e 12 de Novembro, a presidente da Junta, Fátima Machacaz, apresentou propostas sucessivas com os nomes dos dois vogais que a deveriam acompanhar no executivo, que foram sempre chumbadas.
Fátima Machacaz não abdica de chefiar um executivo em que o partido que venceu seja maioritário, incluindo por isso sempre um elemento do PS nas suas propostas, o que os outros dois partidos não aceitam.
Ana Casquinha disse à Lusa que o processo será agora remetido ao Governo Civil de Santarém, para que seja encontrada uma solução.
O governador civil de Santarém em exercício, Joaquim Botas Castanho, disse à Lusa que vai ainda tentar, até ao limite, que "o bom senso impere".
"Se não, em última instância, teremos que ir para a comissão administrativa", disse.
O secretário do Governo Civil disse à Lusa que só pode ser nomeada uma comissão administrativa se, passados seis meses da eleição, se realizarem eleições intercalares.
Para que essa situação se coloque, é necessário que deixe de haver quórum na Assembleia de Freguesia, não estando em funções a maioria dos membros eleitos, ou que se revele impossível a substituição da presidente da Junta, disse Pinto da Rocha à Lusa.
De acordo com a lei 5-A, de 11 de Janeiro de 2002, os vogais são eleitos mediante proposta da pessoa que encabeça a lista mais votada, o que, em situações de maioria relativa, pode originar bloqueios como o ocorrido na Barrosa.
Ana Casquinha disse à Lusa que o PS está disponível para aceitar uma pessoa de outra força política, mas que não abdica do princípio da lei, que foi alterada em 2002 precisamente para que o partido mais votado possa formar um executivo da sua confiança.
--------------------------------------------------------

Necrologia

Morreu o oftalmologista Joaquim Gonçalves Isabelinha
O ex-futebolista e sócio número um da Académica de Coimbra, Joaquim Gonçalves Isabelinha, morreu hoje em Santarém, com 100 anos, disse à Lusa o seu filho José Isabelinha.
Médico oftalmologista reformado há cinco anos estava internado no Hospital Distrital de Santarém desde quarta-feira e praticamente já não se alimentava, disse José Isabelinha, acrescentando que a morte ocorreu hoje de manhã "por volta das 10:30".
O antigo interior direito, sócio da "Briosa" há 80 anos, nasceu a 05 de Dezembro de 1908, em Almeirim, tendo estudado no liceu de Santarém antes de rumar a Coimbra, na década de 30 do século passado.
Antes de alinhar na Académica, enquanto estudante de Medicina na Universidade de Coimbra, até terminar o curso e rumar a Lisboa para se especializar em oftalmologia, Isabelinha jogou no Almerinense e, durante o liceu, em Santarém, alinhou pelo Leões de Santarém.
Segundo o arquivo dos Veteranos da Académica na Internet, Isabelinha estreou-se na "briosa" com 21 anos, a 30 de Março de 1930, na derrota frente ao Sporting, por 7-1, tendo marcado o golo solitário dos "estudantes", cuja camisola envergou 25 jogos, ao longo de sete épocas.
Após a final da Taça de Portugal de 1939, que a Académica venceu depois de bater o Benfica, por 4-3, Isabelinha, quando instado a discursar, apenas disse: "Viva a malta".
"Desportista sempre correcto. Figura mais querida da Academia. Não só pelos seus méritos de jogador, mas, sobretudo, pelo seu porte nobre, grandioso e incapaz de cometer uma deslealdade com o adversário", descreveu a publicação "Voz Desportiva", quando Isabelinha abandonou os "estudantes".
Em 2008, por ocasião do centésimo aniversário de Isabelinha, a Casa da Académica de Lisboa, Académica de Santarém, Grupo "Guitarra e Canto de Coimbra" e Associação Académica de Coimbra/OAF, entre outras entidades, organizaram um almoço comemorativo no CNEMA, em Santarém, que juntou cerca de 550 pessoas.
Na ocasião, a Ordem dos Médicos atribuiu-lhe a medalha de mérito da classe e o presidente da Académica comparou o "relevo para a briosa" do sócio número um à de Pinto da Costa, Eusébio e Moniz Pereira, para FC Porto, Benfica e Sporting.
"Muitos deixaram a sua marca, mas ninguém como o dr. Isabelinha, quer pelo 'fair-play', quer pela faceta João Semana", frisou José Eduardo Simões, perante o reitor da Universidade de Coimbra, Seabra Santos, dos presidentes das Câmaras Municipais de Coimbra, Carlos Encarnação, Santarém, Francisco Moita Flores, e Almeirim, José Sousa Gomes.
Em Santarém, onde instalou o seu consultório, no Largo do Seminário, Isabelinha é reconhecido por ter ajudado muitos dos seus pacientes mais carenciados: não cobrava consultas e tratamentos aos mais pobres e dava-lhes dinheiro para comprarem os medicamentos que receitava.
--------------------------------------------------------------------

Cultura


Câmara de Torres Novas lança 21ª edição da revista “Nova Augusta”
No próximo Sábado, dia 28 de Novembro, será lançada a 21ª edição da revista de cultura Nova Augusta, uma publicação anual da Câmara Municipal de Torres Novas. A cerimónia terá lugar no auditório da Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, pelas 16 horas. À semelhança de edições anteriores, a Nova Augusta reúne estudos sociais, literários, explorando questões como a gestão do património arqueológico, da museologia, ou do turismo cultural. Contudo, converge numa linha orientadora comum a todos os trabalhos apresentados – (re)conhecer e redescobrir Torres Novas.
Esta publicação, com textos de quinze autores, alia conhecimentos de ontem e de hoje sobre o concelho, desde o retábulo quinhentista de Gaspar Soares, uma rara cadeira do século XVI, os «padrões henriquinos» do Estado Novo, até à arte urbana contemporânea de João Cutileiro.
A Nova Augusta tem-se vindo a construir com colaborações de diversas proveniências geográficas e académicas, todas em torno da história de Torres Novas. A 21ª edição destaca-se ainda pela primeira participação internacional, proveniente da Universidade da Florida.
A revista de cultura decorre da política editorial do Município de Torres Novas, que visa a divulgação e conhecimento do concelho, da sua história e das suas gentes.
-------------------------------------------------------

Cultura

Daniel Sampaio vai estar no arranque do “Fórum Cidade.Educação” em Torres Novas
Daniel Sampaio estará na Biblioteca Municipal de Torres Novas, no próximo dia 26 de Novembro, às 21h30, onde apresentará o seu último livro “Porque Sim”, numa conversa de fim do dia. Dirigida a toda a comunidade educativa local, esta conversa será moderada pelo Director do Agrupamento de Escolas Gil Paes, Paulo Renato Gregório.
Depois de obras como “Inventem-se Novos Pais”, “Voltei à Escola” ou “Ninguém Morre Sozinho”, o reconhecido psiquiatra e professor salienta, na sua última obra, a importância da renovação dos laços afectivos, numa altura em que todos os relacionamentos se parecem centrar em torno da Internet e de uma crescente socialização digital.
Daniel Sampaio é o primeiro convidado do Fórum Cidade.Educação, um conjunto de encontros dedicados à Educação, especialmente dirigidos a pais, professores, educadores e todos os profissionais com intervenção na área da educação.
----------------------------------------------

Autarquias

Executivo da Câmara de Torres Novas aprovou intervenção em redes viárias
Na reunião de Câmara do passado dia 17 de Novembro, o executivo camarário torrejano aprovou a adjudicação de obras de relevo no valor superior a oitocentos mil euros. As intervenções vão permitir reestruturar três vias importantes, a saber:
- A requalificação urbana da Rua da Costa Brava, em Riachos, num valor de 303 000 euros.
- A beneficiação do CM 1176, que liga Alcorochel à Charneca de Alcorochel, com um investimento de de 206 604,11 euros.
- Beneficiação do CM 1179, na Zona Industrial de Riachos, No valor de 331 908,17 euros.
O prazo de execução das três obras é de cento e vinte dias e o valor total do investimento ronda os oitocentos e quarenta mil euros.
---------------------------------------------------

Política

A Coordenadora Concelhia da Golegã da CDU, emitiu uma nota à comunicação social, que publicamos na íntegra:
---------------------------------------------------------
"Comissão Nacional de Eleições dá Razão à CDU"
«Na sequência de queixa apresentada a 15 de Outubro de 2009 pela CDU à Comissão Nacional de Eleições (CNE), sobre a retirada de propaganda política, nomeadamente estruturas MUPI, pela Câmara Municipal da Golegã, a CNE concluiu que “deve a Câmara Municipal proceder à reposição da propaganda indevidamente removida”.
Esta queixa deveu-se à retirada de cerca de quinze estruturas MUPI após as Eleições Autárquicas deste ano, sem qualquer notificação ou aviso prévio, e sem qualquer suporte legal, prática recorrente da Câmara Municipal da Golegã após cada acto eleitoral.
A CDU já havia contactado os serviços da Câmara Municipal da Golegã para que procedessem à reposição destas estruturas, pretensão negada presencialmente pelo Sr. Presidente da Câmara perante dois representantes da CDU.
Estranhamos por isso que, posteriormente, em resposta da Câmara Municipal da Golegã à CNE, assinada pela Srª. Vereadora Ana Caixinha, se diga que “exceptuando os cartazes retirados por se encontrarem na área circundante à da Igreja Matriz, zona abrangida pelo IPAAR, por se tratar de um monumento nacional, tendo sido dado conhecimento verbal da sua retirada ao cabeça de lista à Câmara Municipal da Golegã, Sr. Valter Ferreira, esta Câmara Municipal desconhece os factos invocados na participação em apreço”.
Pois que efectivamente o contacto com o Sr. Valter Ferreira só se deu naquela ocasião, ou seja, quando a CDU tomou a iniciativa de propor à Câmara Municipal da Golegã a articulação da devida reposição das estruturas. Por outro lado, apenas uma das várias estruturas MUPI da CDU implantadas no concelho se encontrava na área circundante da Igreja Matriz.
Mais estranho é, por isso, e assaz misterioso, o desconhecimento invocado relativamente à retirada dos restantes cartazes, uma vez que estavam arrumados nos Estaleiros da Câmara Municipal, para onde certamente não se terão dirigido por iniciativa própria.
Mas o que há que sublinhar é que a CNE, dando parecer relativamente às duas situações (cartaz junto à Igreja Matriz, e restantes), em ambas dá razão à CDU, reduzindo a pó a manobra cínica com que se tentou justificar o injustificável.
No plano político, e no nosso entendimento, este caso resultou numa vitória para os valores e direitos da liberdade de expressão e acção política consagrados constitucionalmente. Valores do regime democrático saído da Revolução de Abril, que urge defender, em primeiro lugar pelo seu exercício, contra as hoje em dia insistentes tentativas da sua limitação, particularmente no que toca às forças revolucionárias e progressistas, por parte de indivíduos para quem a democracia e o exercício de cargos públicos apenas lhes serve de plataforma para um modo de acção cuja concepção radica em ultrapassados resquícios autoritários e feudalistas»
.
*A Coordenadora Concelhia da Golegã da CDU
------------------------------------------------------------------------------------

Empresas

Despedimento colectivo em multinacional localizada em Riachos
A Univeg Portugal, empresa multinacional de transformação e distribuição de produtos alimentares, localizada em Riachos, concelho de Torres Novas, anunciou o despedimento colectivo de 42 trabalhadores
O PCP num comunicado emitido, lamenta o caso adiantando que “vem agravar a situação social no concelho sendo legítimas as dúvidas quanto ao futuro da própria Univeg e portanto, dos restantes trabalhadores.”
Aquele partido, sublinha ainda que, “a situação da Univeg vem juntar-se a outras situações de empresas com graves dificuldades económicas no concelho, nomeadamente a Companhia de Torres Novas - Fiação e Tecidos”.
------------------------------------------------

Autarquias

Câmara de Ourém reúne com agentes educativos do Concelho
Debater o futuro da educação foi o objectivo de uma reunião de trabalhos, na passada sexta-feira, entre a Câmara Municipal de Ourém e todos os agentes educativos que intervêm no concelho de Ourém. Marcaram presença representante dos diferentes agrupamentos, escolas e colégios privados e IPSS's.
Liderado por Paulo Fonseca, presidente da autarquia, o encontro, para além da assinatura de protocolos no âmbito das actividades de enriquecimento curricular, que vão envolver 2099 alunos dos vários estabelecimentos de ensino, contou ainda com a discussão de vários temas, com destaque para a revisão da carta educativa, a reinstalação do Conselho Municipal de Educação e a discussão do contrato de execução, transferência de competências para o município.
Na sessão que decorreu no auditório dos Paços do Concelho houve ainda tempo para falar das actividades que a autarquia pretende desenvolver em conjunto com as escolas. “Desfile de Carnaval”, “Festival de Música Inter-Escolas”, “Viva a Escola” e a “Comemoração do Ano Internacional da Diversidade Biológica 2010” foram os eventos apresentados e bem aceites pelos representantes da educação.
“É impossível que um plano cultural seja eficaz se for apenas um plano de entretenimento. Temos de pensar em algo que crie oferta cultural, novos públicos e hábitos de consumo cultural saudáveis à comunidade estudantes”, disse Paulo Fonseca.
Dirigindo-se aos presentes, Paulo Fonseca, terminou deixando um desafio: “é fundamental que tenhamos a capacidade, humildade, envolvimento e interacção, para que consigamos ter um concelho de excelência em matéria de educação”.
Aposta num futuro comum:
Durante esta reunião de trabalhos, José Alho, vereador do pelouro da educação da autarquia, defendeu a “aposta num futuro comum” como uma das soluções para a afirmação da educação.
Para isso apresentou a “atitude de maior abertura” do novo executivo como o ponto de partida para a concretização desse objectivo e que começou com esta reunião.
Neste contexto apresentou a equipa que irá trabalhar nesta área, destacando José Fernandes, vereador da Câmara no último mandato, “uma pessoa com um curriculum incontornável nesta matéria” e que o irá assessorar na liderança deste pelouro.
*Fonte:Departamento Comunicação Câmara de Ourém
-----------------------------------------

Autarquias

Bloco de Esquerda apresenta proposta para o ano fiscal de 2010 no município de Torres Novas
O Bloco de Esquerda de Torres Novas, apresentou um documento à comunicação social durante uma conferência de imprensa realizada esta segunda-feira na cidade torrejana, no qual apresenta propostas fiscais para o ano de 2010 no município de Torres Novas. Transcrevemos o teor do mesmo:
«A política fiscal deve ser um instrumento fundamental para promover a justiça fiscal e o desenvolvimento equilibrado e sustentável das sociedades, é assim que o BE vê e analisa as várias propostas apresentadas pelos vários intervenientes na política fiscal do Município Torrejano.
É também opinião do BE que os cidadãos e cidadãs do concelho de Torres Novas e dos outros concelhos do País, têm uma pesada carga fiscal imposta pelos sucessivos Governos, que não sabem governar de outra forma.
As dificuldades das pessoas são reais, o desemprego que está acima dos 10% tende a subir e a precariedade de muitos jovens acentua-se e junta-se aos salários baixos também aqui no nosso concelho.
É neste contexto que as propostas do BE têm que ser vistas.
O IMI, a Derrama e agora o IRS, são os impostos em que a Assembleia Municipal é chamada a pronunciar-se directamente, embora outros impostos/taxas devam também ser objecto de apreciação em sede de orçamento, como sendo as taxas da actividade comercial, ou a cobrança da água.
Relativamente ao IMI o Bloco propõe, 0,55% para os prédios urbanos não avaliados e 0,3% para os prédios urbanos avaliados de acordo com o CIMI (Código imposto municipal sobre imóveis).
Esta proposta que se encontra a meio da tabela possível, é equilibrada, pois permite arrecadar receita para os compromissos da autarquia e ao mesmo tempo não sobrecarregar as famílias.
Ainda em relação ao IMI o Bloco propõe a aplicação do nº 6 do artigo 112º da lei das finanças locais, ou seja: minorar em 30% o imposto a cobrar nas áreas territoriais onde ocorram intervenções de reabilitação e combate à desertificação, como é o caso dos centros Históricos das Lapas e Torres Novas.
De acordo com o mesmo artigo mas o nº 7 minorar o imposto a cobrar aos prédios urbanos arrendados em 20%, nas mesmas áreas geográficas do nº anterior.
Quanto à derrama o BE propõe dois escalões:
- Sujeitos passivos que tenham um volume de negócios até 150 000 euros, 1%.
- Sujeitos passivos com um volume de negócios superior a 150 000 euros, 1,5%.
Na actual situação económica não nos parece justo meter toda a gente no mesmo saco, quem ganha mais deve contribuir com mais. Parece-nos justo haver uma discriminação positiva para quem tem menos lucros.
Quanto ao IRS, que é o imposto mais justo que temos, assim reconhecido por todas as forças políticas e pela opinião pública em geral, pois é cobrado escalonadamente pagando mais quem ganha mais, considera o BE que não há razão alguma para tornar este imposto injusto.
O Governo introduziu esta nova forma que se resume à possibilidade de trabalhadores da mesma empresa, com os mesmos rendimentos poderem pagar imposto diferente, bastando para isso viverem em Concelhos diferentes, nada mais injusto.
Sendo assim não deve haver lugar a demagogias e o IRS deve ser cobrado de igual forma em todo o lado.
O Bloco de Esquerda propõe que esta discussão sobre o IRS deve ser feita no seio da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, de forma a encontrar um valor igual para toda uma região, o que traria mais justiça na cobrança deste imposto
».
-------------------------------------------------

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Cultura e Lazer

Centro Cultural de Sardoal recebe Teatro da Camacha
No âmbito da 1.ª Mostra de Teatro, levada a efeito pelo GETAS – Centro Cultural, de Sardoal, vai ser exibida a peça “Os Punhais”, no próximo Sábado, 28 de Novembro, pelas 21h30m, no Centro Cultural Gil Vicente, pelo Teatro Experimental da Camacha.
Esta representação é baseada no Teatro do Silêncio, de António Torrado e tem encenação de Zé Ferreira.
Os bilhetes, ao preço de 3 Euros, estão à venda no Centro Cultural Gil Vicente, de Terça a Sábado, entre as 16 e as 18 horas, ou 45 minutos antes do espectáculo.
Para reservas, consulte: http://www.getas.pt/.
----------------------------------------

Ambiente

Parque Urbano de Abrantes recebe novas árvores
Cerca de 220 árvores (carvalhos, sobreiros e medronheiros) foram plantadas na zona florestal do Parque Urbano de Abrantes (S. Lourenço), nos dias 20 e 21 de Novembro, por voluntários da seguradora “Allianz Portugal” e da “Sonaecom”. Esta acção de reflorestação aconteceu no âmbito do projecto “ProNatura”, criado pela ANEFA – Associação Nacional de Empresas Florestais Agrícolas e do Ambiente, cujo objectivo é reflorestar áreas ardidas, criar novas florestas e recuperar zonas florestais degradadas. No total, a “Allianz” e a “Sonaecom” ofereceram à Câmara de Abrantes 2.220 novas árvores. As restantes árvores deverão ainda ser plantadas em espaço público municipal, nomeadamente nas zonas ardidas do Parque urbano de S. Lourenço e na zona próxima da antiga lixeira, nas margens do Tejo.
As áreas destinatárias das árvores oferecidas pelas empresas são públicas, ou sob gestão pública, o que permite o acompanhamento e visitas em qualquer momento por parte das empresas que oferecem as árvores.
Esta parceria visando a realização de acções de reflorestação foi selada através da assinatura de dois protocolos entre as quatro entidades parceiras: autarquia, ANEFA, “Allianz” e “Sonaecom”. Mediante o que foi acordado, as duas entidades que enviaram os seus voluntários ofereceram as árvores para as acções de arborização, competindo à ANEFA a responsabilidade de fazer o acompanhamento logístico, enquanto a autarquia deu apoio técnico. A Câmara de Abrantes assume ainda a responsabilidade de fazer a manutenção das espécies agora plantadas.
A Presidente da Câmara acompanhou as duas acções, tendo agradecido o contributo ANEFA e dos voluntários nesta acção que considerou “da maior importância” para a reflorestação do território concelhio. Dirigindo-se aos voluntários, vindos de várias partes do país, Maria do Céu Albuquerque deu-lhes a conhecer as intervenções que a autarquia tem realizado nos últimos anos no Parque Urbano, enquanto local de lazer e preservação da natureza e informou que o espaço vai integrar uma das futuras Estações de Biodiversidade, no âmbito do Plano de Valorização da Biodiversidade de Abrantes.
----------------------------------------------

Autarquias



Imagem:A.Anacleto
----------------------------------------------
Dívida da Câmara de Alcanena a fornecedores supera cinco milhões de euros

O executivo da Câmara Municipal de Alcanena, reuniu na tarde desta segunda-feira, onde se notou a ausência da vereadora Renata Henriques (PSD/CDS-PP). No início dos trabalhos e na sequência de uma solicitação do vereador Marcelino Camacho (ICA), que lhe fosse fornecida uma relação de dívidas da autarquia a fornecedores desde o final do mês de Outubro até à presente data, Fernanda Asseiceira, respondeu, apresentando um relatório completo de dívidas da autarquia a fornecedores até ao passado dia 19 deste mês de Novembro, que ascende a cinco milhões de euros, afirmando na ocasião a presidente, “este relatório não é o total da dívida, já que todos os dias chegam facturas à câmara para liquidação”. Na resposta, o vereador Marcelino Camacho, afirmou, “aquando do primeiro mandato da gestão ICA, herdámos elevadas dívidas acumuladas, como é o caso das obras de saneamento básico da freguesia de Louriceira e que as mesmas sempre constaram no relatório de contas e orçamento da câmara, lamento que a senhora presidente, quando era vereadora da oposição, nunca tivesse reparado na situação”, acrescentou.
Outro ponto que constava na ordem de trabalhos, refere-se a uma proposta para a contratação de uma auditoria externa aos serviços e contas da câmara. A mesma foi aprovada por unanimidade. A presidente do executivo, afirmou, que posteriormente será dado conhecimento, qual a entidade contratada para o efeito.
As taxas do IMI para 2010, também constavam na ordem de trabalhos, tendo sido apresentado ao executivo para discussão e aprovação os valores de 0,8% para prédios rústicos, 0,7% para prédios urbanos e 0,3% para prédios urbanos avaliados nos termos do CIMI. No documento apresentado com os valores mencionados, a presidente Fernanda Asseiceira explicitou que há um ponto na proposta que merece atenção. Refere a nota, que os edifícios utilizados como habitação e recuperados há oito ou menos anos, devidamente comprovada por licença, beneficiarão de desconto nos valores calculados que variam entre 5 e 30%. A proposta foi aprovada por unanimidade, sendo a mesma enviada para a reunião da Assembleia Municipal extraordinária a realizar no próximo dia 27, sexta-feira, para discussão e aprovação.
Na mesma reunião, a Presidente Fernanda Asseiceira, apresentou os nomes do seu elenco de gabinete, que além da secretária que já está em funções, designou para Chefe do seu gabinete a Técnica Superior Ana Maria Gomes e para adjunto Óscar Pires.
O vereador da oposição Marcelino Camacho (ICA), após a apresentação dos elementos constituintes do staff da presidente da edilidade, fez um reparo, «quando estávamos na gestão da câmara, a equipa era constituída por seis elementos, incluindo vereadores a “tempo inteiro” o qual fomos vigorosamente criticados pela oposição, agora esta equipa é constituída por sete elementos!», acrescentou.
--------------------------------------------------

Sociedade

Mulher morta a tiro pelo companheiro esta manhã em Santarém
Uma mulher foi morta esta manhã numa pastelaria no centro da cidade de Santarém. A vítima era sócia de uma pastelaria onde estava a trabalhar e foi morta a tiro de caçadeira pelo companheiro.
A PSP deslocou-se ao local, selando a zona. A ocorrência foi comunicado à Polícia Judiciária que a meio da manhã começou a recolher os vestígios no local.
--------------------------------------

Desporto - Futebol

Atlético Alcanenense inflige nova goleada
O Alcanenense goleou no Estádio Joaquim Maria Baptista o Alferrarede por sete bolas a zero, subindo ao 4.º lugar da classificação do Campeonato Principal de Futebol da Associação de Santarém.
O Riachense venceu em Mação por 0-1 e o Torres Novas perdeu pelo mesmo resultado com o Amiense.
Resultados:
Casa do Povo do Pego 1 - União de Tomar 2
Fazendense 1 – Cartaxo 2
Mação 0 – Riachense 1
Torres Novas 0 – Amiense 1
Ouriquense 4 – União de Almeirim 0
Atlético Alcanenense 7 – Alferrarede 0
------------------------------------------------

domingo, 22 de novembro de 2009

Desporto - Atletismo



Imagem:A.Anacleto
---------------------------------------------
Ricardo Ribas da Conforlimpa ganha 22ª edição do Grande Prémio de Atletismo da Mendiga

Várias equipas ribatejanas, deslocaram-se esta manhã a terras de Mendiga, concelho de Porto de Mós, para participarem na 22ª edição do Grande Prémio de Atletismo daquela freguesia, numa iniciativa da A.R.C.D. da Mendiga.
A prova com uma extensão de 16.600 metros, teve a participação de mais de quatro centenas de atletas em vários escalões.
Com ausência de nomes fortes do atletismo no sector feminino, duas atletas ribatejanas destacaram-se na classificação geral. Ana Margarida do Alvitejo, alcançou a nona posição, enquanto Carolina Feliz do UFCI de Tomar, cortou a meta na décima posição, onde a vencedora foi Marina Agostinho da AA de Pombal.
No sector masculino, Ricardo Ribas, da Conforlimpa, dominou a prova, tendo sido na primeira parte do percurso acompanhado pelo atleta Bruno Fraga da GDR da Reboleira, mas no segundo sector da corrida não deu hipóteses, vencendo com facilidade.
Classificações:
Masculinos:
1-Ricardo Ribas – GDR Conforlimpa – 00:49:15
2-Bruno Fraga–GDR Reboleira–00:49:46
3-Nelson Cruz–GDU Caxiense–00:51:08
4-António Travassos–Sporting C.P.–00:51:08
5-Tiago Marques–AA Pombal–00:51:54
Femininos:
1-Marina Agostinho–AA Pombal–01:04:43
2-Cristina Sanches–Individual–01:05:48
3-Verónica Scutaru–CRD Arrudense–01:10:05
4-Carmen Pires–CD ASAA Milenium–01:11:55
5-Carina Matias–C.A.Barreira–01:12:06
------------------------------------------------

sábado, 21 de novembro de 2009

Ambiente

Quercus contra a instalação de novos Parques Eólicos nas Serra d´Aire e Candeeiros
A associação ambientalista Quercus quer que sejam proibidos novos parques eólicos no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC) devido aos seus impactos, admitindo que pode estar comprometido o estatuto de área protegida.
“A Quercus considera que deve ser interditada a instalação de novos parques eólicos, devido aos impactes associados”, sustenta a associação no parecer emitido no âmbito da discussão pública da revisão do plano de ordenamento do PNSAC, que termina terça-feira.
Segundo a associação, os impactos decorrem da “abertura de novos acessos, fragmentação de habitats e mortalidade de espécies da fauna ameaçadas de extinção”, como é o caso de morcegos ou da gralha-de-bico-vermelho.
“Devem apenas ser permitidos projectos de microgeração para o aproveitamento das energias renováveis”, defende a Quercus, lembrando que “a possibilidade de instalação de novos parques eólicos é algo que contradiz as orientações definidas no Plano Sectorial da Rede Natura 2000”.
À Agência Lusa, o presidente do Núcleo do Ribatejo e Estremadura da Quercus, sediado em Ourém, afirmou hoje que o plano dá “enorme relevância a algumas actividades económicas como é o caso do sector da extracção de inertes”.
“Fica-se com a sensação que, com o rol extenso de artigos, estamos na presença de um plano sectorial para regulamentar o sector da indústria extractiva da pedra calcária”, disse Domingos Patacho a este propósito.
Ao invés, o ambientalista entende que “algumas espécies da flora e da fauna com distribuição restrita ou com estatuto de conservação desfavorável mereciam regras de protecção mais eficazes e objectivas”.
O dirigente adiantou que no parecer da Quercus ao plano de ordenamento é sugerida a integração de “um artigo que defina uma área-tampão ou pré-parque como existe em outros países, constituída por uma faixa de 500 metros contíguos aos limites do PNSAC”.
Para o responsável, neste corredor, “actividades susceptíveis de afectar áreas naturais importantes para a conservação de habitats ou de espécies com estatuto de conservação desfavorável” deveriam estar sujeitas a parecer do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade.
Domingos Patacho considerou ainda que a proposta de plano de ordenamento pode colocar em causa a manutenção do estatuto de área protegida, devido às propostas de novos parques eólicos e aos impactos cumulativos que terão juntamente com as centenas de pedreiras existentes do Parque Natural.
-------------------------------------------------------

Sociedade

Câmara de Ourém indemniza casal de munícipes
A Câmara de Ourém vai indemnizar um casal de munícipes em 950 mil euros por ter licenciado ilegalmente um prédio em 1995, evitando a demolição parcial do edifício decretada pelos tribunais.
O presidente da Câmara Municipal de Ourém, Paulo Fonseca, disse à Agência Lusa que foi enviada ao Tribunal a informação da existência de um acordo, onde “consta um valor de indemnização de 950 mil euros a ser pago em duas tranches”.
“A primeira aquando da assinatura do acordo, no valor de 400 mil euros, e a segunda até um ano após a assinatura do acordo, no valor de 550 mil euros”, afirmou Paulo Fonseca.
O caso remonta a 1995, quando a autarquia licenciou a construção de um prédio, com cave, rés-do-chão e quatro andares na Rua da Castela, na cidade de Ourém.
A casa dos lesados, uma moradia térrea situada em frente ao edifício, passou a ter uma distância de seis metros do prédio, o que levou o Supremo Tribunal Administrativo a considerar nula a licença por violação do Regulamento Geral de Edificações Urbanas (RGEU).
A autarquia sempre alegou que a referida licença fora concedida com base num plano de pormenor para a zona, que só entrou em vigor dois anos mais tarde.
O plano prevê que a largura da rua passe a ser de 17 metros, sendo que a casa dos queixosos seria alvo de expropriação.
“Ao proceder, pois, ao licenciamento sem ter em conta a realidade existente, mas um plano juridicamente ineficaz, e sem consumar a expropriação da casa (...), a Câmara Municipal de Ourém violou, efectivamente, (...) o RGEU”, lê-se na deliberação do Supremo.
O advogado do casal Marto, Gonçalo Areia, adiantou que o valor da indemnização “contempla duas componentes”, o ressarcimento pelos danos morais e patrimoniais que os munícipes tiveram no decurso da “batalha judicial” e a expropriação dos imóveis que lhe pertencem naquela rua.
“Trata-se de um processo judicial muito longo, com muitos custos, com várias acções e com consequências claras na saúde e no bem-estar dos meus clientes”, declarou.
Segundo o causídico, com o acordo estabelecido, os seus clientes “aceitam ser expropriados e sair de casa a curto prazo, desistir dos processos em tribunal e não encetar qualquer tipo de actuação tendente à execução das sentenças judiciais já existentes, uma das quais obrigava à demolição de dois pisos do edifício”.
“Os meus clientes vêem chegar ao fim um contencioso que se arrastou durante mais de dez anos e ficam felizes por isto terminar”, acrescentou Gonçalo Areia, salientando que “nada os moveu contra os vizinhos nem contra a Câmara, mas apenas a defesa dos seus direitos e interesses, algo que é totalmente legítimo”.
O presidente da Câmara não adianta para já uma data para a efectivação do acordo, devido ao “actual momento de completa asfixia financeira da autarquia”, mas afirmou que espera chegar a um entendimento de forma a concluir este processo “sem mais prejuízos” tanto para o município como para os lesados.
---------------------------------------------

Autarquias

Câmara de Benavente não altera taxas de IMI
O executivo de Benavente aprovou na sua última reunião pública manter os valores da sua taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para o próximo ano. O concelho de Benavente estabeleceu um imposto de 0,7% para os prédios antigos, avaliados na contribuição autárquica e 0,4% para os prédios novos, avaliados no CIMI. António Ganhão, Presidente da autarquia benaventense, queixou-se não ter margem para descer as taxas e vincou a importância que estas têm na gestão financeira do município. Ana Casquinha (PS) e José da Avó (PSD), vereadores da oposição, abstiveram-se por entenderem que a câmara se deve preocupar mais com questões de cariz social.
---------------------------------------------

Autarquias

Presidente da Câmara de Alpiarça nomeou José Marcelino para adjunto
José Marcelino, que já foi vereador pela CDU na Câmara de Santarém e candidato nas últimas eleições autárquicas à presidência do município scalabitano, foi nomeado adjunto de Mário Pereira, novo presidente da Câmara de Alpiarça.
-------------------------------------------

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Sociedade

JCP solidária com a luta de estudantes do ensino superior
A Juventude Comunista Portuguesa solidariza-se com a grande luta dos estudantes do Ensino Superior que decorreu dia 17 de Novembro nas ruas de Lisboa, da Cidade Universitária até ao Ministério da Ciência e Ensino Superior, diz uma nota daquela estrutura política.
«Cerca de 4000 estudantes de vários sítios do país, reivindicaram um Ensino Superior Público, Gratuito e de Qualidade, um direito de todos, e que tanto tem sido atacado pelos sucessivos Governos PS, PSD, com ou sem o CDS-PP». Adianta o comunicado emitido, «Nesta acção ficou patente a exigência de mais financiamento para o Ensino Superior, que tem sofrido sucessivos cortes que se reflectem nas condições materiais, humanas e pedagógicas da generalidade das escolas; a exigência de um ensino gratuito, sem propinas, que têm tido brutais aumentos ao longo dos anos; a exigência da retirada de Portugal do Processo de Bolonha, que tem elitizado cada vez mais o ensino, com o valor exorbitante das propinas de um 2º ciclo que é necessário para a formação completa dos estudantes; a exigência de mais e melhor Acção Social Escolar, que tem sofrido brutais ataques e demonstra-se insuficiente para as necessidades dos estudantes, pretendendo o Governo PS que seja substituída por empréstimos; uma gestão democrática das instituições, que foi posta em causa por parte do anterior e actual governo PS, com a implementação do novo Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior, que retira estudantes dos órgãos de gestão e insere representantes de grupos económicos a ingerir na vida das escolas, abrindo cada vez mais espaço à privatização do Ensino».
A JCP apela para que «os estudantes continuem a luta por um Ensino Público, Gratuito e de Qualidade para todos, sem propinas Bolonha e RJIES, estando junto dos estudantes nesta luta, como sempre esteve, quer nas ruas, que na sua intervenção institucional. Só a luta é o caminho para derrotar estas políticas que tanto tem prejudicado os estudantes», conclui o comunicado enviado pela DORSA - Santarém.
--------------------------------------------------------------

Cultura

Centro Cultural de Sardoal recebe “Exposição Colectiva de Arte Contemporânea”
Uma grande Exposição Colectiva de Arte Contemporânea vai reunir, no Centro Cultural Gil Vicente, quatro nomes de reconhecida qualidade a nível internacional.
Esta mostra de elevada categoria será inaugurada no Sábado, dia 28 de Novembro, pelas 16 horas e irá estar patente ao público até 30 de Janeiro de 2010. A cerimónia de abertura contará com a presença do Presidente da Câmara, Autarcas e outros convidados.
Assim, vão estar expostas obras de (por ordem alfabética): Fernando Pereira, Marco Ayres, Ricardo Passos e Urbano da Cruz.
De referir que todos os intervenientes possuem vastos currículos artísticos, tendo participado em inúmeras exposições a nível individual e colectivo, tanto em Portugal como no estrangeiro, e sendo detentores de diversos prémios e menções honrosas.
Horário da Exposição: de Terça a Sexta-feira das 16 às 18 horas. Aos Sábados das 15 às 18 horas. Encerra ao Domingo, Segundas-feiras e Feriados.
-------------------------------------------------------

Autarquias

Executivo camarário de Alcanena reúne na próxima segunda-feira
O executivo da Câmara Municipal de Alcanena, vai reunir na próxima segunda-feira, dia 23.
Dos pontos agendados para discussão e aprovação, destacamos a “Decisão de contratação de auditoria externa, financeira e legal, a incidir sobre a situação da Câmara Municipal” e a “Definição das Taxas de Imposto Municipal sobre Imóveis a cobrar no exercício económico de 2010”
A reunião será pública e está agendada para iniciar às 15h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.
------------------------------------------------

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Cultura

Constância celebra “Dia Nacional da Cultura Científica”
No próximo dia 24 de Novembro comemora-se o “Dia Nacional da Cultura Científica”, uma data que Constância vai assinalar com a dinamização de três iniciativas, que decorrerão entre as 10.00h e as 23.00H.
Das 10.00H às 13.00H, o Parque Ambiental de Santa Margarida recebe a iniciativa “O Sol e a Água”, uma actividade que pretende explorar dois temas: o Sol enquanto fonte de energia, com a construção de um pequeno forno solar; e a água – nutriente essencial à vida – através da realização de experiências acerca da utilização deste recurso. A Actividade O Sol e a Água tem como público-alvo os alunos do 5º ano da Escola Básica e Secundária Luís de Camões.
Destinado aos alunos do 7º ano da Escola Básica e Secundária Luís de Camões o evento O Sol e as Estrelas vai decorrer no Centro Ciência Viva de Constância, das 14.30H às 18.00H, o qual visa promover a exploração das características físicas da nossa estrela Sol e a comparação com as outras estrelas que fazem parte da nossa Galáxia.
À noite, entre as 21.00H e as 23.00H, destinado ao público em geral e aos alunos da EFA da Escola Básica e Secundária Luís de Camões, no Auditório da Casa-Memória de Camões, decorrerá Diálogo de Saberes, um encontro entre Ciência e a Poesia através da evocação do cientista e poeta Rómulo de Carvalho/António Gedeão, na data que assinala o dia do seu nascimento.
---------------------------------------------